Boletim de informações COVID-19 n° 126 Tatuí, 02 de junho de 2020 - 11h

173 CONFIRMADOS
124 RECUPERADOS
10 ÓBITOS
22 SUSPEITOS
1 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sábado, 24 de agosto de 2013

Vereador Marquinho apoia luta das Apaes

O vereador Marquinho de Abreu (PP) encaminhou Moção de Apoio à Federação Nacional das Apaes (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e à Federação Estadual das Apaes, que lutam para pressionar o Congresso Nacional para que seja mantido o texto da Meta 4 do PNE (Plano Nacional de Educação), que mantém a opção das pessoas com deficiência intelectual de serem matriculadas nas escolas de educação especial, como as das Apaes.

Hoje há uma discussão nacional sobre inclusão. Segundo o deputado federal e presidente da FEAPAES-SP (Federação das Apaes do Estado de São Paulo), Dr. Marco Ubiali, a proposta do Governo Federal, em tramitação no Senado Federal, é tornar obrigatória a inserção dos alunos com deficiência que são atendidos por escolas de educação especial na rede regular de ensino.

Com isso, poderá ser ocasionado o fechamento das Apaes em todo o Brasil. E Tatuí seria atingida diretamente por esta ação. Seria o fim da instituição, que desde 1976 trabalha para não só incluir, mas dotar todos os excepcionais por ali atendidos de melhor condição de vida. Em todo o Brasil, são mais de 2,2 mil APAEs. No estado de São Paulo são 308 Apaes.
Em São Paulo, a FEAPAES-SP já firmou uma parceria com a Secretaria Estadual de Educação para uma política de educação especial junto às Apaes.

“As APAES vão atender os alunos com deficiências intelectuais e/ou múltiplas graves que necessitam de apoio pervasivo. Os alunos com deficiências leves devem ser inseridos na rede regular de ensino. Desta forma, a FEAPAES gostaria que este exemplo fosse seguido em todo o Brasil”, comenta o Dr. Ubiali, esclarecendo a situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário