Nosso Jornal Online

Tatuí, 


terça-feira, 19 de abril de 2011

Nacif Farah será homenageado com monumento na Praça Paulo Setúbal


O ponto alto da programação que comemora os 80 anos da Escola Estadual Barão de Suruí está na inauguração do monumento em homenagem à memória do professor Nacif Farah, que irá acontecer no próximo dia 26, terça-feira, a partir das 17h, na Praça Paulo Setúbal, que passará a abrigar o monumento.

Nacif Farah, ex-professor do Barão de Suruí, será mais um músico da “Capital da Música” a ter sua memória eternizada. Um maestro já foi instalado na rotatória da Avenida Firmo Vieira com a Rua São Bento, próximo ao Conservatório de Tatuí. O monumento do músico João Baptista Del Fiol e seu violoncelo, foi instalado na Praça da Matriz, em frente ao Hotel Del Fiol, e o monumento de Bimbo Azevedo em frente ao Café Canção.

As esculturas dos ícones da música tatuiana, instaladas gradativamente, fazem parte de projeto turístico da Prefeitura de Tatuí, com atuação da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte, Lazer e Juventude e do Comtur (Conselho Municipal de Turismo) e prevê 13 monumentos de personalidades musicais.

Os tradicionais seresteiros de Tatuí também serão homenageados. Noel Rudi e Zé Fiuza serão os primeiros e o trabalho seguirá com as esculturas de Dito Rolim, João do Irineu, Osmil Martins e Raul Martins.

A idealização do projeto é do publicitário Giovani de Arruda Campos e as obras são do artista plástico Cláudio de Camargo.

Programação do aniversário do Barão de Suruí

As comemorações dos 80 anos da Escola Barão de Suruí irão acontecer no período de 25 a 29 de abril. Na segunda-feira, dia 25, haverá a solenidade de abertura comemorativa aos 80 anos da Escola Barão de Suruí (solenidade com presença de autoridades, diretores, professores, ex-diretores, ex-professores, ex-alunos, imprensa). Será aberta uma exposição de fotos históricas e inaugurada a “Galaria dos Diretores”. Na terça-feira, dia 26, data oficial do aniversário, a partir das 16h, acontece desfile na Praça Paulo Setúbal com alunos da Escola Estadual Barão de Suruí e Fanfarras de Escolas Públicas. Às 17h, haverá a inauguração do monumento em homenagem ao Professor Nacif Farah.

Na quarta-feira, dia 17, às 20h, haverá a abertura de uma exposição em homenagem ao professor Mário Gallego. Logo após, Sarau Cultural com seresteiros e poetas, com participação de ex-professores e ex-diretores. Haverá também premiação do Concurso de Poesia dos alunos do Barão e entrega do Prêmio ao vencedor do Concurso de Logotipo 80 anos.

Na quinta-feira, dia 28, às 20h, haverá concerto com o Coral da Cidade José dos Santos. Na sexta-feira, dia 29, às 22h, haverá o “Baile do Barão”, na Associação Atlética XI de Agosto. Mais informações: (15) 3205-2725.

Um pouco de história

Nacif Farah nasceu em Capivari, no dia 22 de agosto de 1902. Filho de José Ignácio Farah e Eduarda Lhamas Farah. Diplomou-se em primeiro lugar no curso de Farmácia pela Faculdade de Farmácia e Odontologia de Ribeirão Preto. Sua formação musical deve-se ao Cônego Oscar Sampaio Peixoto que procurou familiariza-lo com os segredos da Harmonia e o Contraponto. É o autor da obra sacra “Sete Palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo na Cruz”, a três vozes mistas (soprano, contralto e baixo) com acompanhamento de Órgão ou Harmônio, que foi premiada pelo Governo da Espanha e até hoje ela é executada durante as Cerimônias da “Semana Santa” em igrejas da França, Portugal, Espanha e Brasil. O revisor desta obra ficou extasiado diante dos profundos conhecimentos contrapontísticos demonstrados no trabalho do então jovem compositor, de 23 anos. Com 16 anos, Nacif compôs duas fantasias: “Éster” e “Noêmia”, prenúncio de um compositor sinfonista. Lecionou Música nas cidades de Franca, Casa Branca e Mogi Mirim, todas do Estado de São Paulo. Em 1931, veio para Tatuí, sendo o primeiro professor de música do Ginásio do Estado, hoje a E.E. “Barão de Suruí”. Também nesta escola lecionou Química por muitos anos consecutivos. Organizou e regeu um Orfeão de muitas vozes, que conquistou vários prêmios pelo Estado de São Paulo. Foi um professor completo, pois além de aulas de suas disciplinas, orientava seus alunos nos mais amplos aspectos da educação integral. Foi o criador do Côro Santa Cecília, da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, sendo seu Organista e Regente. Casou-se em 1933, com a Professora Francisca Vieira de Camargo Farah, nascida em Tatuí. Tiveram dois filhos: a professora Alzira Camargo Farah Loretti e o professor e pianista Mário Edison Camargo Farah. Toda a obra composta por Nacif Farah apresenta uma variedade rítmica, melódica, riqueza harmônica e trato contrapontístico. Nas suas composições musicais utilizou-se de poesias de Castro Alves, Fagundes Varela, José Lannes, Paulo Sílvio Azevedo e José Celso de Mello. Nacif Farah faleceu na cidade de Tatuí em 15 de outubro de 1955, data em que se comemora o “Dia do Professor”.

Um comentário:

casarini disse...

Valsa do Professor:
https://soundcloud.com/claudio-casarini/valsa-do-professor-nacif-farah

Postar um comentário