Boletim de informações COVID-19 n° 123 Tatuí, 30 de maio de 2020 - 11h

153 CONFIRMADOS
117 RECUPERADOS
10 ÓBITOS
26 SUSPEITOS
0 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sábado, 16 de abril de 2011

Clima ameno reduz oferta de banana

Ana Maria H. de Ávila - O Estado de S.Paulo

A semana manteve o padrão de chuvas da semana anterior, com a passagem de uma frente fria provocando chuvas irregulares e mal distribuídas. Os maiores volumes foram registrados em Ilha Solteira, 83 milímetros, e São José do Rio Pardo com 60 milímetros.

As temperaturas diminuíram, mantendo um padrão de outono, com as mínimas atingindo 13 graus em Sorocaba; 14 graus em São José do Rio Pardo e 14,5 graus em Piracicaba. As máximas oscilaram entre 26 e 31 graus, no Estado. Com o declínio das temperaturas, diminuiu a demanda hídrica da atmosfera e a evapotranspiração potencial variou entre 2,5 e 3,3 milímetros por dia.

Bananas. Com a redução das chuvas e das temperaturas diminui o desenvolvimento dos bananais na região do Vale do Ribeira e reduz a oferta da fruta. O que preocupa os produtores são as geadas, que podem ocorrer a partir da segunda metade de abril.

Os produtores de batata de Vargem Grande do Sul, Casa Branca e Porto Ferreira estão finalizando o plantio. As chuvas em fevereiro e março impediram os trabalhos de campo e os produtores estão conseguindo finalizar as atividades com a redução das chuvas desde o começo do mês.

O clima favoreceu os tomateiros dos municípios de Itapeva e Mogi Guaçu. Com menos chuvas, diminui a incidência de pragas e doenças e a temperatura favorecem a maturação dos frutos, que ficam mais vermelhos e alcançam melhor valor comercial.

Uvas. Os produtores de uva de de São Miguel Arcanjo e Pilar do Sul estão finalizando a colheita. O excesso de chuvas prejudicou a safra, reduzindo a qualidade dos frutos, que tiveram menor valor comercial.

Umidade do solo e temperatura adequada favorece a maturação dos campos de sorgo que serão colhidos em maio nos municípios de Guaíra e Birigui, além do desenvolvimento vegetativo e a floração do milho safrinha nos municípios de Cândido Mota, Palmital e Itapeva e o plantio e desenvolvimento vegetativo do trigo nos municípios de Itapetininga e Tatuí.

As chuvas regulares garantiram uma floração mais uniforme e bom desenvolvimento dos cafezais durante todo o ciclo da cultura. Agora, o regime térmico e hídrico está beneficiando a maturação dos grãos que devem ser colhidos em maio nos municípios de Santo Antônio do Pinhal, São José do Rio Pardo, Mococa e Franca. Os produtores estão animados com a safra, mesmo em ano de bienalidade negativa da cultura e com os preços do produto. O clima favorece o controle de pragas e doenças do algodoeiro em Barretos, a colheita do caqui em Piedade e do feijão em Taquarivaí e Taquarituba.

ANA MARIA H. DE ÁVILA É PESQUISADORA DO CEPAGRI/UNICAMP. PARA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE TEMPO E CLIMA, ACESSE WWW.AGRITEMPO.GOV.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário