Boletim de informações COVID-19 n° 469 Tatuí, 10 de maio de 2021, segunda-feira - 11h00h

11.322 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
10.845 PACIENTES RECUPERADOS
287 ÓBITOS CONFIRMADOS
190 INFECTADOS EM TRATAMENTO
63,14 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

SARR: Duplas da Território Motorsport fecham o 1º dia do rali na Argentina entre os Top 4 na geral

Rodrigo Luppi/Maykel Justo completam em 2º e Edu Piano/Solon Mendes em 4º na geral. Já Bruno Conti/Filipe Bianchini vencem na categoria T3.2. Etapa 1 terminou em Chilecito e sábado é dia de dunas gigantes rumo a Tinogasta

Luppi/Justo: 2o na geral nesta sexta-feira, durante a etapa 1 (Emílio Oppezzo)

Chilecito (ARG), 19/02/2021 | A 2ª edição do South American Rally Race (SARR) começou para valer nesta sexta-feira com muito cascalho, pedras, fesh-fesh (areia superfina semelhante a um pó), trechos sinuosos, travessia por rios secos, não deu moleza aos competidores e terminou em Chilecito, na Argentina. Duas duplas (categoria T3.1) da Território Motorsport chegaram entre os quatro mais rápidos da geral (entre UTVs e carros): Rodrigo Luppi/Maykel Justo em 2º (4h29m37s) e Edu Piano/Solon Mendes em 4º (4h38m35s). Já Bruno Conti/Filipe Bianchini venceram na categoria T3.2 e marcaram o 14º tempo da geral (5h17m36s).

“Estamos felizes com o resultado. Só tivermos um problema com um furo na mangueira da turbina que nos fez perder potência, quando estávamos chegando no 1º colocado, mas está tudo certo com o UTV”, afirma Luppi, “Amanhã será um dia pesado e longo, mas vamos manter o mesmo ritmo e poupar o equipamento quando preciso”, completa o piloto de Vinhedo (SP).

A dupla Piano/Mendes recuperou quatro posições em relação a classificação do dia anterior. “Fizemos duas voltas numa Especial de cerca de 80 e poucos quilômetros que valeram por uma de 400 km do Brasil. Trabalhamos bastante, pauleira do início ao fim, não há praticamente retas, mas foi muito boa. Na segunda volta tiramos 5 min em relação a primeira”, explica Piano (Tatuí/SP), o maior vencedor da história do Sertões, maior rali das Américas, com oito títulos. “Pegamos muito fesh-fesh, pedras, cascalhos e foi uma Especial exigente, mas conseguimos superar as adversidades e fizemos um bom tempo na segunda volta. O rali só está começando e amanhã promete”, diz Mendes, que está em sua segunda participação no SARR. Vale destacar que o experiente navegador de Fortaleza (CE) divide com Piano, os sete últimos títulos do Sertões.

Diferentemente das duas duplas que disputaram a 1ª edição do SARR no ano passado, Conti/Bianchini fazem sua estreia e começaram bem, vencendo na categoria T3.2 e 13º na geral dos UTVs. “Foi muito legal, mas um dia difícil e no trecho do fesh-fesh, em que o pó tampava quase toda a visão, foi bem desafiador. Fomos melhores na segunda volta, fizemos ultrapassagens e conseguimos vencer na categoria e isso foi bom demais”, diz o jovem piloto que é filho de Rodrigo Luppi. “Foi um dia bem bacana para nos acostumarmos com o equipamento, nos ambientarmos com a prova e teve trechos pesados de areia que pareciam um atoleiro de tantos carros que ficaram por lá. Amanhã é dia das dunas gigantes e vamos colocar em prática as técnicas que aprendemos em dezembro, no Deserto do Ica (Peru)”, ressalta o brasiliense Bianchini.

Neste sábado, 20, o rali largada de Chilecito rumo a Tinogasta. Serão 450 km, dos quais 300 de trechos cronometrados. No roteiro dunas gigantes, rios secos e muitos desafios. O rali tem aproximadamente 3.500 km de roteiro que vão cruzar as províncias argentinas de La Rioja, Salta e Catamarca até 27/2. Participam competidores de 11 países nas motos, quadriciclos, UTVs e carros, sendo a Territiório Motorsport a única equipe brasileira da disputa. Mais informações no www.sarr2021.com

Equipe multicampeã - Com 21 anos, a Território Motorsport é uma das equipes mais tradicionais no Rally Cross Country brasileiro, com sede em Tatuí (SP). Chefiada pelo piloto Edu Piano (oito vezes campeão do Rally dos Sertões: um na geral dos carros, seis nos caminhões e um nos UTVs), durante 12 temporadas (2002 a 2014) a equipe representou a Ford Racing Trucks/ Território Motorsport e conquistou oito títulos no Caminhões no Sertões. Entre 2011 e 2014, a equipe foi a oficial da Troller na competição. Com a Troller Racing/Território Motorsport, o time sagrou-se bicampeão da prova na Production T2. A partir de 2016, Piano passou a desenvolver UTVs (Can-Am Maverick X3) para competição e, desde então, a equipe disputa os Campeonatos Brasileiros de Rally Baja e Rally Cross Country, além do Sertões e provas internacionais. Em 2020 foi a vez de Rodrigo Luppi/Mayel Justo conquistarem o título do Sertões, a dupla foi Campeã na UTV 2. Já na Mitsubishi Cup, a Território Motorsport tem quatro títulos com Piano, sendo o último em 2019, com o navegador Fausto Dallape, na categoria L200 Triton Sport R.

A Território Motorsport conta patrocínio da Petróleo Minuano, Usina Canabrava e apoio da General Tire. Mais informações: www.territoriomotorsport.com.br, Facebook: @territoriomotorsport4x4, Instagram: @territoriomotorsport e Twitter @territorio4x4.

Resultado Etapa 1 (La Rioja/Chilecito) – 19/2

Categoria UTV T3.1 (cinco primeiros da categoria e geral)
1) Nicolas Zingoni/Fernando Acosta – 4h29m27s
2) Rodrigo Luppi/Maykel Justo – 4h29m37s
3) Federico Echegaray/Lisandro Sisterna – 4h37m21s
4) Edu Piano/Solon Mendes – 4h38m35s
5) Jeremias Ferioli/ Gonzalo Rinaldi – 4h38m44s

Categoria UTV T3.2
1) Bruno Conti/ Filipe Bianchini – 5h17m36s (18º geral)

Roteiro 2º South American Rally Race (17 a 27/2) - Argentina

19/2 - Etapa 1 (sexta) – La Rioja/Chilecito
Total 382 km/ 176 km Especial / 206 km Deslocamento

20/2 - Etapa 2 (sábado) – Chilecito/Tinogasta
Total 450 km/ 300 km Especial/ 150 km Deslocamento

21/2 - Etapa 3 (domingo) – Tinogasta/Santa Maria
Total 480 km/ 300 km Especial/ 180 km Deslocamento

22/2 - Etapa 4 (segunda) – Santa Maria/Salta
Total 450 km/ 285 km Especial/ 165 km Deslocamento

23/2 - Day Off (terça) – Descanso (Salta/ Capital)

24/2 - Etapa 5 (quarta) – Salta/Santa Maria
Total 430 km/ 250 km Especial / 180 km Deslocamento

25/2 - Etapa 6 (quinta) – Santa Maria/Catamarca
Total 430 km/ 270 km de Especial/ 160 km Deslocamento

26/2 - Etapa 7 (sexta) – Catamarca/La Rioja
Total 400 km/ 300 km Especial/ 130 km Deslocamento

27/2 - Etapa 8 (sábado) – La Rioja/La Rioja
Total 300 km/ 170 km Especial/ 130 km Deslocamento

(Mércia Suzuki)

Nenhum comentário:

Postar um comentário