Boletim de informações COVID-19 n° 405 Tatuí, 07 de março de 2021, domingo - 11h00h

7249 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
7049 PACIENTES RECUPERADOS
142 ÓBITOS CONFIRMADOS
58 INFECTADOS EM TRATAMENTO
29,57 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sábado, 6 de fevereiro de 2021

Tatuí registra 369 casos de dengue em 35 dias

Quase todos - 365 são autóctones, ou seja, foram contraídos no próprio município; mais da metade no Santa Rita.

Prefeitura de Tatuí | Divulgação

05/02/2021 | Na quinta-feira (04), a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Tatuí emitiu um relatório sobre a atual situação de casos de Dengue no município. Em apenas 35 dias deste ano, foram registrados 369 casos, e deste total, 58,2% são do Jardim Santa Rita de Cássia, que tem 215 casos.

Desde o início de 2021 foram 606 notificações de pessoas com suspeita da doença. Deste total, 149 casos foram descartados, 369 confirmados e 88 aguardam resultados dos exames.

As fichas epidemiológicas, da Vigilância Epidemiológica de Tatuí (V.E.), relativas ao período de 1992 até 2021, apontam que este é o ano, proporcionalmente ao número de meses, com maior número de casos autóctones da doença (365 casos). A coordenadora da V.E., Rosana de Oliveira, ressalta que desde o ano de 2015 o número não era tão expressivo. “Em 2015 tivemos um ‘boom’, com 439 casos autóctones e em 2020 com 314 casos. Mas esses números são referentes ao período de 12 meses. Atualmente, em apenas 35 dias de 2021 já chegamos à triste realidade de 365 casos adquiridos no próprio município e mais 4 casos importados, somando 369 confirmados”, aponta Rosana.

Neste período de calor e chuva, a reprodução do mosquito Aedes aegypti, que transmite Dengue, Zika e Chikungunya, aumenta significativamente, devido ao maior número de locais favoráveis para a criação dos focos. Portanto, a Secretaria Municipal de Saúde está intensificando as orientações de cuidados em todos os bairros, orientando os moradores para a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, já que o foco do mosquito já se instalou no munícipio. Além disso, diversas nebulizações (aplicação de inseticida) estão sendo feitas pelas ruas dos bairros onde foram registrados o maior índice de casos autóctones.

No entanto, o Setor de Combate à Dengue orienta que é preciso que cada munícipe se conscientize e adote medidas simples e eficazes no combate ao mosquito: limpar e verificar regularmente pontos que podem acumular água, tais como calhas, tonéis, lixeiras e caixas-d’água; esvaziar garrafas e mantê-las com a boca virada para baixo; retirar os pratos de vasinhos das plantas; verificar o tamanho do cano do ladrão, se tiver menos de 1,5 metros, colocar uma tela mosqueteira; deixar pneus e lonas abrigados da chuva; colocar sal ou sabão em pó nos vasos sanitários e ralos não utilizados com frequência; e fazer o tratamento constante de piscinas, da bandeja do reservatório de água atrás da geladeira, de brinquedos nos quintais e de bebedouros de animais.

Unidade de Atendimento Exclusiva 

Para agilizar o atendimento das pessoas com sintomas de dengue, desde o dia 03/02 a Prefeitura de Tatuí está com a “Unidade de Atendimento à Dengue”, nas dependências da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí, com entrada pela Avenida das Mangueiras.

Somente neste local – sem contar os casos confirmados da doença em outros postos de saúde públicas e particulares -, em dois dias de funcionamento 83 pessoas receberam atendimento médico e 161 passaram por consulta com a equipe de enfermagem, resultando em 68 casos positivos de dengue, 42 casos negativos, 3 hemogramas feitos, 23 atendimentos na farmácia e 2 soroterapias.

Quem apresentar febre, acompanhada de, pelo menos, dois sintomas como náuseas, vômitos, manchas avermelhadas pelo corpo, dor nas articulações, dor de cabeça ou dor no fundo do olho, deverá procurar esta 'Unidade de Atendimento à Dengue' de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. No período noturno e aos finais de semana, é necessário procurar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

A Secretaria de Saúde orienta que todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) do município continuam atendendo todas as pessoas com suspeitas de Dengue, realizando as notificações, coleta de exames e todas as ações necessárias, conforme protocolo do Ministério da Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário