Nosso Jornal Online

Tatuí, 


segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Conservatório de Tatuí promove mostra de teatro com espetáculos e oficinas

Foto: Kazuo Watanabe / Conservatório de Tatuí
Cena de “Balada de um Palhaço”,
um dos espetáculos a ser apresentado na Mostra Téspis
O Setor de Artes Cênicas e a Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí, promovem no próximo mês de outubro a Mostra Téspis de Teatro. O evento, que leva o nome daquele que é considerado por muitos o primeiro ator e dramaturgo do teatro ocidental, contará com apresentação de espetáculos teatrais e realização de oficinas – estas, em parceria com a SP Escola de Teatro, de São Paulo.

As atividades serão realizadas de 9 a 16 de outubro, com opções para estudantes e amantes das artes cênicas. A coordenação do evento é assinada por Fernanda Mendes e Rogério Vianna.

A Mostra “TÉSPIS” de Teatro do Conservatório de Tatuí tem por objetivo oferecer aos ex-alunos e alunos de artes cênicas da instituição a troca de experiência, diversificada da rotina de estudos, focando a vivência com os profissionais atuantes no Setor, na Cia. de Teatro, na SP Escola de Teatro e na continuidade de trabalho realizado pelos alunos formados na unidade de ensino.

O nome do evento – “Téspis” – é uma homenagem ao que é considerado por muitos o primeiro ator e dramaturgo do teatro ocidental. “Ele representa o que ocorre com a profissão: a pessoa se forma para ser ator e acaba sendo produtor e, muitas vezes, ingressa em áreas técnicas dos espetáculos”, iniciam os coordenadores do evento. “Outro motivo da mostra ser batizada pelo nome de Téspis é que, desde maio, a Cia. de Teatro vem norteando o trabalho em parceria com o Setor de Artes Cênicas, focando o trabalho do ator. A primeira ação foi realizada em julho, o Sarau Do Ator para o Ator, que contou com mais de sete horas de atividades e permitiu a troca de experiência entre estudantes e profissionais”, destacam.

A mostra contará com realização de oficinas e apresentação de espetáculos de teatro. Três oficinas serão oferecidas por meio de parceria com a SP Escola de Teatro: Interpretação, Figurino e Cenografia. As oficinas serão realizadas no período de 9 a 11 de outubro. As de interpretação e figurino no horário das 9h às 12h, e a de cenografia no horário das 14h às 17h.

São oferecidas 25 vagas para cada oficina, sendo que os inscritos serão selecionados por ordem de inscrição – ou seja, os 25 primeiros inscritos terão a vaga confirmada em lista a ser divulgada após o término das inscrições. As inscrições gratuitas poderão ser feitas a partir das 8h do dia 30 de setembro até as 18h do dia 6 de outubro no site conservatoriodetatui.org.br/tespis.

A oficina de interpretação será ministrada pela atriz, comediante, orientadora teatro e coordenadora de projetos culturais Daniela Biancardi (formada pelo Teatro-Escola Célia Helena, pela École de Theâtre Jacques Lecoq, Paris, e pela Kiklos Scuola, na Itália). Já as oficinas de figurino e cenografia serão ministradas por Igor Alexandre Martins, artista visual e cenógrafo formado em bacharelado e licenciatura pela UNESP e também com formação técnica em desenho de comunicação e design de interiores, e cenografia pelo Espaço Cenográfico de J.C Serroni.

Apresentações

No período de 12 a 16 de outubro a Mostra Téspis contará com apresentações de espetáculos de teatro. Nos dias 12, 13 e 14 as apresentações serão na Sala Preta, espaço do setor de artes cênicas (rua Cel. Aureliano de Camargo, 550, 1º andar).

“Serão apresentações de espetáculos produzidos por ex-alunos e alunos do curso de artes cênicas do Conservatório de Tatuí, aproximando as experiências”, dizem os coordenadores. A entrada aos espetáculos na Sala Preta será gratuita.

A finalização da mostra será nos dias 15 e 16 de outubro, com apresentações às 20h30 no teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415). “Serão dois trabalhos distintos da Cia. de Teatro, que foca neste ano a consciência do trabalho do ator e sua verdadeira função”, afirma o diretor Rogério Vianna.

No dia 15, o espetáculo a ser apresentado será “Goela Abaixo”, inspirado nas obras de Plínio Marcos, com direção de Vianna e tendo Dalila Ribeiro como assistente de direção. Já no dia 16, a atração será “Balada de Um Palhaço”, de Plínio Marcos, com direção de Marcos Caresia.

Ambos os espetáculos integram o projeto “Plínio§80 Marc0”, da Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí, coordenada por Rogério Vianna. O projeto objetiva pesquisa das obras dramatúrgicas do “autor maldito”, analisando as peculiaridades da formação política, estética, ideológica e intelectual do dramaturgo, considerando o contexto histórico-cultural e sociopolítico da obra e do autor, e o que está de atual em sua dramaturgia.

O espetáculo “Goela Abaixo” foi baseado no estudo das obras “A Mancha Roxa”, “Balada de um Palhaço”, “Barrela”, “Homens de Papel”, “Navalha na Carne”, “O Assassinato do Anão”, “Quando as Máquinas Param” e “Querô”. A montagem é norteada pela personagem D. Ciloca (Assassinato do Anão) que, apesar de ter vindo “de baixo”, foi corrompida pelo poder, e agora administra a vida de diversos personagens de Plinio. A opressora, diante da notícia “de que uma mancha pode prejudicar seu comando no gueto, se alia a Querô (Querô – Uma Reportagem Maldita) para que o mesmo alcaguete a vida dos personagens que assombram sua janela. Vado e Neusa Maria (Navalha na Carne), Célia e Dilma (O Abajur Lilás), Nhanha e Coco (Homens de Papel) e a fusão de Giro e Veludo (O Abajur Lilás e Navalha na Carne) provoca em D. Ciloca repulsa e desperta nela a insegurança de estar tão próxima de prostitutas, homossexuais, cafetões, desempregados, loucos, débeis mentais, meninos abandonados: seres marginalizados. “Observa-se nesse cenário dois planos: o Poder e à Margem, que norteiam a solidão e a decadência humana, o círculo vicioso e a absoluta falta de sentido nas vidas degradadas, a sexualidade e os padrões de comportamento dominantes, o beco sem saída da miséria e a violência, a superexploração do trabalho humano e a morte prematura como horizonte permanente dos personagens que têm que engolir tudo goela abaixo”, diz Vianna.

O espetáculo traz no elenco Beatriz Lopes (Nhanha), Dalila Ribeiro (D Ciloca), Jeferson Rodrigues (Querô), Léo Camargo (Giro), Lucimara Portela (Neusa Sueli), Mateus Milani (Vado), Mira Ribeiro (Dilma), Nicoli Costa (Célia) e Rodrigo Cotrim (Coco).

A obra “Balada de um Palhaço”, escrita em 1986, traz à tona os conflitos que impulsionam as relações humanas e narra o drama de dois personagens: Menelão e Bobo Plin. A trama discute a ética profissional por meio da disputa desses dois palhaços: Menelão, que está sempre disposto a ganhar dinheiro, e Bobo Plin, que cansado de contar as mesmas piadas traz à tona uma reflexão sobre o papel do artista. O espetáculo tem, no elenco, Adriana Afonso (Menelão), Fernanda Mendes (Bobo Plin) e Rodrigo Cotrim (Grande Mãe).

Os ingressos para as apresentações dos dias 15 e 16 de outubro, no teatro Procópio Ferreira, serão vendidos a R$ 12 (R$ 6 meia entrada).

SERVIÇO
Mostra Téspis de Teatro do Conservatório de Tatuí
Fernanda Mendes e Rogério Vianna, coordenação
Data: 9 a 11 de outubro – oficinas; 12 a 16 de outubro – apresentação de espetáculos
Vários horários e locais
Informações: conservatoriodetatui.org.br/tespis e 15 3205-8444

Nenhum comentário:

Postar um comentário