Nosso Jornal Online

Tatuí, 


domingo, 30 de março de 2014

Ovanir Buosi e Horácio Gouveia apresentam-se no Conservatório no dia 4

Os instrumentistas Ovanir Buosi, clarineta, e Horácio Gouveia, piano, coordenam duas atividades gratuitas no Conservatório de Tatuí na próxima sexta-feira, dia 4. Na data, eles coordenam dois masterclasses e apresentam-se em recital pelo projeto “Retrato das Américas: a clarineta do norte ao sul”. O projeto é apoiado pelo ProAC (Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo).

Os masterclasses serão realizados às 10h, sendo um de clarinete e um de piano. Ambos são abertos a qualquer interessado e ocorrerão no Salão Villa-Lobos (clarinete) e Sala 9 (setor de pianos). A partir das 20h30, o duo apresenta o recital “Retrato das Américas: a clarineta do norte ao sul”, no teatro Procópio Ferreira (rua São Bento, 415).
 
No recital serão apresentadas obras de Leonard Bernstein (“Sonata para clarineta e piano”), Robert Muczinsky (“Time Pieces op.43”), Paquito d'Rivera (“The Cape Cod Files”), André Mehmari (“Sonata para clarineta e piano”) e Bélà Kovács (“After you, Mr. Gershwin!”).

O projeto “Retrato das Américas: a clarineta do norte ao sul” tem por objetivos gravar e divulgar obras representativas do repertório para clarineta e piano compostas por compositores do continente americano nos últimos 70 anos. “Obras que permeiam os norte-americanos Leonard Bernstein e Robert Muczynski, passando pelo cubano Paquito D'Rivera, pelo mexicano Arturo Márquez, até chegar ao nosso país, nas leituras do paraibano José Siqueira e do compositor mineiro Cláudio de Freitas”, explica Buosi.

Com esse repertório tecnicamente desafiador e musicalmente instigante, o duo se propôs a fazer um registro fonográfico, valorizando a produção e execução brasileira de composições advindas dos mais variados estilos, mas que ilustram a mistura de ritmos, danças, canções e temperos que formam o retrato das Américas. O CD será divulgado em uma série de concertos que irá abranger tanto a capital São Paulo, como outras quatro cidades do interior paulista, entre elas, Tatuí.
Tanto Buosi quanto Gouveia são músicos consagrados nacionalmente. O clarinetista Ovanir Buosi é destaque nos cenários brasileiro e internacional, 1º clarinetista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), detentor de diversos prêmios e solista convidado frente às principais orquestras brasileiras, professor da Academia de Música da Osesp e do Instituto Baccarelli. Gouveia é atuante solista e camerista, professor de piano e música de câmara da Emesp e frequentemente presente nos principais festivais de música pelo Brasil.

SERVIÇO
Recital “Retrato das Américas: a clarineta do norte ao sul”
Ovanir Buosi, clarinete
Horácio Gouveia, piano
Sexta-feira . 4 de Abril de 2014
20h30 . Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415 – Centro – Tatuí
Entrada franca
Bilheteria: de terça a sexta, das 17h às 19h, ou nos dias de realização de eventos a partir das 18h

SAIBA MAIS
Ovanir Buosi, clarineta
Natural de Americana-SP, iniciou seus estudos aos 12 anos de idade com o professor Luis Afonso Montanha. Graduou-se pela Unesp na classe do professor Sérgio Burgani e continuou sua formação no Royal College of Music de Londres, onde estudou com o clarinetista Michael Collins. Em Londres, integrou a Southbank Sinfonia, com a qual excursionou pela França e Itália, e trabalhou com os maestros Vladimir Askhenazy e Bernard Haitink; apresentou-se com o prestigiado London Winds, em performances no Cheltenham Festival, em turnê pela Holanda e Alemanha, em gravação para a Rádio BBC3 e no festival londrino The Proms. Foi premiado nos concursos Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), I Prêmio Weril para Instrumentistas de Sopro, Solistas da Rádio MEC e no X Prêmio Eldorado de Música. Desde 1997 ocupa a cadeira de 1o. Clarinete Solista da Osesp, tendo participado de diversas turnês internacionais pela Europa e Estados Unidos e tocado em salas como a Concertgebouw de Amsterdã, Royal Albert Hall de Londres, Avery Fisher Hall de Nova Iorque, Royal Festival Hall de Londres, entre outras. Frente à Osesp, como solista, fez as estreias brasileiras do Concertino para clarinete e violino de Luciano Berio e do Concerto para clarinete do compositor americano John Corigliano, performance que lhe rendeu diversas críticas e foi escolhida como um dos destaques do ano de 2007 pela revista Concerto. Ainda como solista atuou frente às orquestras Southbank Sinfonia (Londres), Filarmônica de Belo Horizonte, Sinfônica de Campinas, Guang-Xi Symphony Orchestra(China), Sinfônica de Ribeirão Preto, Sinfônica da Bahia, Sinfônica de Tatuí, Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e Sinfônica de Santo André. Como camerista, foi convidado da Oferenda Musical-Festival Internacional de Música de Câmara de São Paulo, onde atuou ao lado de músicos como Alex Klein, Shmuel Ashkenazy, Hansjorg Schellenberger, Luiz Garcia e Fábio Cury. Fez parte do Quinteto de Sopros de Curitiba, do grupo London Winds, atuou ao lado dos pianistas Bruno Canino (Itália), Olga Kopylova(Rússia/Brasil), Horácio Gouveia(Brasil), Quarteto Sacconi (Londres), Quarteto Portinari e Quarteto Osesp. Em 2010 participou como recitalista convidado do 8o. Festival Internacional de Clarinetas da China, realizado na cidade de Nanning, e ministrou masterclass em Pequim a convite do Conservatório Nacional da China. Foi professor no Festival de Inverno de Campos do Jordão de 2012 e 2013, das últimas sete edições do Festival Internacional de Música de Santa Catarina(Femusc), do XXI Seminário Internacional de Música de Salvador, do II Encontro Internacional de Madeiras de Orquestra em Tatuí e do VII Curso de Férias de Tatuí. Atualmente é docente do Instituto Baccarelli e da Academia Osesp, e constantemente é professor-recitalista convidado de diversos festivais ao redor do Brasil em cidades como Ribeirão Preto, Salvador, Natal, Brasília e Rio de Janeiro, além de países como Colômbia e Argentina. Ovanir Buosi é artista Buffet-Crampon.

Horácio Gouveia, piano
Pianista, doutor em musicologia pela USP, estudou na Universidade Albert Ludwig -Freiburg (Alemanha) com bolsa do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD). Atua intensamente como recitalista, camerista e solista, com repertório que se estende de Bach aos compositores contemporâneos. Realizou diversas estreias brasileiras de obras importantes, como Concerto para dois pianos, percussão e orquestra de Béla Bartók (com a Orquestra Experimental de Repertório de S. Paulo, sob a regência de Jamil Maluf), Concerto de Câmara de György Ligeti (com o Percorso Ensemble, sob a regência de Ricardo Bologna), entre muitas outras. Detentor de diversos prêmios, entre os quais: Vencedor do XVI Concurso Jovens Solistas da Sinfônica de Porto Alegre, 1º Lugar no X Concurso Cidade de Araçatuba, 2º Lugar no I Concurso Cultura FM - Prêmio Promon e no Concurso Internacional Guiomar Novaes, além de 2 prêmios como “melhor intérprete de música brasileira” (Concurso Jovens Instrumentistas de Piracicaba e Concurso Internacional Guiomar Novaes). É professor da Faculdade de Artes Alcântara Machado (FAAM) e da Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP), em S. Paulo. Foi professor do Festival de Inverno de Campos do Jordão em 2010 e jurado de importantes concursos brasileiros (como o Pré-Estreia da Tv Cultura e o Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo). Como pianista da Camerata Aberta (Prêmio APCA de 2010), realizou concertos na Europa (Concergebouw -Amsterdam, Palais des Beaux-Arts -Bruxelas) e atuou como solista sob a regência de Guillaume Bourgogne. Como camerista colaborou com artistas como: Dmitry Berlinsky (Rússia), Peter Brunt (Holanda), Diana Ligeti (Romênia/França), Michel Michalakakos (Grécia/França), Vincent Lucas (França), Renato Bandel, Dimos Goudaroulis, Paulo Álvares, Eduardo Leandro, Carlos Tarcha, Ovanir Buosi, Luís Afonso Montanha, entre outros. Integra atualmente o Percorso Ensemble.

Nenhum comentário:

Postar um comentário