Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sexta-feira, 21 de março de 2014

Câmara aprovou investimento de 20 milhões em infraestrutura

Comunicação Tatuí - Tatuí garantiu ontem o maior pacote de infraestrutura da história da cidade, com investimentos de R$ 20 milhões. Mesmo com a obstrução da oposição que tentou barrar a matéria, o projeto de lei 05/2014 foi aprovado por 14 dos 17 membros da Câmara Municipal, nesta quinta-feira, 20. Como já era esperado, os vereadores Luis Donizetti Vaz Junior, Alexandre Bossolan e Márcio (do Santa Rita) Antônio de Camargo se abstiveram da votação.

A matéria já deveria ter sido votada há pelo menos 10 dias, mas uma manobra da oposição liderada pelo PSDB fez com que o projeto ficasse retido em análise de vistas. O vereador Junior Vaz, líder dos tucanos no Legislativo, deu parecer favorável na Comissão de Justiça e Redação, depois voltou atrás e pediu mais tempo para avaliar a matéria, mais tarde tentou ainda um despacho interlocutório. Trancando a votação, obrigou a realização da sessão extraordinária de ontem.

O projeto prevê recursos para pavimentação, qualificação e recuperação de vias, através do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento), por meio de financiamento de R$ 19 milhões junto à Caixa Econômica Federal. O município terá 48 meses de carência para iniciar o pagamento e o saldo será dividido em 20 anos, com taxa de juros de apenas 0,5% ao mês.

O secretário de Governo, Segurança Pública e Transportes, vice-prefeito Vicente Menezes, lembrou que um número restrito de cidades foi contemplado e que o município terá o maior aporte de recursos da região.
Enquanto Tatuí receberá R$ 19 milhões, Sorocaba, terá R$ 12 milhões; Itapeva, R$ 11 milhões; Votorantim, R$ 7,7 milhões; Itapetininga, R$ 6,4 milhões – quase três vezes menos que Tatuí -; Boituva e Tietê, R$ 5 milhões cada e, Angatuba, R$ 2 milhões. “O jogo político não pode estar à frente dos interesses coletivos e das necessidades da população. Felizmente, a Câmara Municipal tem vereadores que estão preocupados com a cidade e não a serviço de partidos políticos ou projetos pessoais de poder. Tatuí terá seu projeto de pavimentação, mas lamenta profundamente um gesto tão pequeno, que atrasou a execução da obra em pelo menos 30 dias”, finalizou.

Alguns minutos antes da sessão, através das redes sociais, se pronunciou de maneira confusa dizendo que seria a favor do projeto, mas que pediu vistas e informações sobre o impacto financeiro, ainda questionou as taxas de juros de apenas 0,5% ao mês para realização das obras. Na sessão os vereadores Bossolan e Márcio do Santa Rita adotaram o mesmo tom contraditório: se disseram a favor do projeto mas deixaram de votar a matéria, se abstendo da votação. “Imagino qual deve ser a sensação da população do Jardim Santa Rita, Jardim Gonzaga, Bela Vista, Vale dos Lagos e das muitas outras áreas da cidade que receberão pavimento e recape, diante da postura desses vereadores. Fazer oposição não é jogar contra a cidade. É preciso pensar nessas pessoas que esperam há anos para que o asfalto chegue à porta de suas casas”, lembrou o líder do governo na Câmara Municipal, vereador Jorge Sidnei Rodrigues da Costa.

Um comentário:

Isaac Barbosa Junior disse...

Me lembrarei desses vereadores na próxima eleição...

Postar um comentário