Boletim de informações COVID-19 n° 39 Tatuí, 03 de abril de 2020 - 16h

80
NOTIFICAÇÕES
62
SUSPEITOS
11
DESCARTADOS
7
CONFIRMADOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Prefeitura afirma que frota sucateada prejudica serviços em Tatuí

Do G1 Itapetininga e Região

O atual prefeito de Tatuí, José Manoel Correa Coelho, o Manu, afirma que ao assumir a administração municipal, em 1º de janeiro, encontrou problemas com a frota municipal. Além de veículos danificados, o município não disponibiliza de maquinário para a realização de obras de infraestrutura como máquinas patrol, máquinas niveladoras, tratores e caminhões.

Em relação à falta do maquinário pesado, o prefeito destaca que a gestão anterior havia feito um contrato de aluguel de 21 veículos. O maquinário seria pago em 42 parcelas. Após esse prazo, por decreto de lei, as máquinas seriam declaradas de propriedade do município. No entanto, segundo Manu, foram pagas 32 e os veículos devolvidos. “O ex-prefeito fez um acordo com a empresa para que pudesse devolver todos os 21 veículos pesados, que eram fundamentais para fazer toda a infraestrutura da cidade funcionar”, comenta.

Sem esses equipamentos, de acordo com a prefeitura, obras como pavimentação, recuperação de vias rurais e outros serviços de melhorias na cidade estão prejudicados. “O que aconteceu agora no final do mandato eu posso dizer que foi um crime que foi feito com a população. Foi entregue todo o maquinário e esse maquinário seria um patrimônio público só faltando pagar as últimas 10 parcelas. Nós vamos acionar juridicamente o caso para reaver esses veículos para o município”, diz Manu.



Segundo a prefeitura, o valor pago pelos maquinários é de aproximadamente R$ 10,7 milhões, sendo que para assumir a posse dos mesmos faltam cerca de R$ 2,4 milhões. O cancelamento do contrato foi assinado no dia 21 de dezembro de 2012. Na última semana de dezembro a empresa responsável recolheu os veículos que foram levados para São Paulo.

Por telefone, o ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo informou que os carros da Secretaria de Obras foram devolvidos porque o valor que faltava para ser quitado estava maior que o valor da frota, por isso, foi feito um acordo para devolver os veículos.

Carros quebrados
No pátio da sede da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Meio Ambiente de Tatuí estão 63 veículos. A maior está parada devido à falta de manutenção. Caminhões estão abandonados, peças espalhadas pelo chão, carros com vidros quebrados, e máquinas de alto custo sem funcionamento.

De acordo com o secretário administrativo, Rogério de Campos Camargo, dos 63 veículos, 23 estão totalmente inaptos, servindo exclusivamente como sucata. O restante são veículos que não pertencem à prefeitura, mas que foram abandonados no local.

Segundo o secretário, a falta de manutenção dos veículos gerou um prejuízo de mais de R$ 500 mil cofres públicos. Os veículos inservíveis deverão ser leiloados. “Se esses veículos estivessem em bom estado, custariam R$ 652 mil. Indo para leilão, vamos conseguir arrecadar no máximo R$ 110 mil. Existem alguns carros que ainda têm conserto. Creio que o custo seja de aproximadamente R$ 260 mil para que eles voltem a serem utilizados em prol da população”, comenta Camargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário