Boletim de informações COVID-19 n° 119 Tatuí, 26 de maio de 2020 - 11h

26 SUSPEITOS
2 ÓBITOS SUSPEITOS
106 CONFIRMADOS
77 RECUPERADOS
8 ÓBITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quarta-feira, 30 de março de 2011

Quinta Essentia em Tatuí, no mês de junho


‘Flauta, Flautinha, Flautão!’ viaja entre Bach e Gilberto Gil para mostrar o desenvolvimento e a participação da flauta doce entre séculos e gerações

O Conservatório de Tatuí recebe no dia 11 de junho, um sábado, o espetáculo “Flauta, Flautinha, Flautão”, do Quinta Essentia Quarteto. A apresentação será a partir das 11h, no Teatro Procópio Ferreira. O grupo comemora cinco anos de divulgação da prática brasileira da flauta doce. A entrada é franca.

O concerto faz parte do projeto “Flauta, Flautinha, Flautão!”, de circulação de concertos pelo Estado de São Paulo, aprovado pelo edital ProAC 2010 da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. O projeto leva às escolas, universidades e centros culturais a história e as possibilidades da flauta doce, instrumento tão comum nos espaços em que a educação musical está presente.

"A flauta doce é um instrumento musical que podemos chamar de antigo e novo. Antigo pela sua história, literatura e pela sua redução a uma única utilização como instrumento de iniciação musical. Novo pela sua descoberta, pelo resgate da sua história e literatura, pela utilização e criação de seus recursos na linguagem artística contemporânea" conta Renata Pereira, integrante do quarteto que conta ainda com Alfredo Zaine, Guilherme dos Anjos e Gustavo de Francisco.

Esse é o primeiro projeto do Quinta Essentia após a volta de sua segunda turnê pela Europa e pela primeira passagem na Ásia, com apresentações na China, no final do último ano.

Para contar a história do instrumento o repertório passa por Bach, Mozart, explora ainda a música popular brasileira com Gilberto Gil, e a flauta contemporânea com Paul Leenhouts, entre muitas outras composições.

Historicamente a flauta doce possui uma família de instrumentos de diferentes tamanhos e sons. O Quinta Essentia utiliza diversas flautas em suas interpretações. Os instrumentos são escolhidos de acordo com a sua sonoridade para se obter um melhor resultado a cada novo trabalho. "Tocar em cópias de instrumentos musicais dos períodos da história da música ocidental é parte da pesquisa que o Quinta Essentia desenvolve: uma performance historicamente orientada da música para quarteto de flautas doces além da busca de diferentes timbres, efeitos e técnica aliados ao trabalho de investigação e preparação do repertório contemporâneo para flauta doce" diz Renata.

Flauta Doce Quadrada, como assim?
O grande questionamento do público ao assistir uma apresentação do Quinta Essentia é sobre as flautas doces quadradas usadas pelo quarteto. Pioneiros no Brasil com o uso desse novo formato do instrumento, o Quinta Essentia possui o maior consort de flauta doce quadrada no Brasil.

A flauta quadrada é resultado da pesquisa do construtor alemão Herbert Paetzold. Na literatura da flauta doce existem instrumentos de diferentes tamanhos, que normalmente são cilíndricos. O luthier Herbert Paetzold construiu flautas quadradas como as correspondentes cilíndricas baseando-se no órgão de tubos. Os tubos do órgão funcionam como flautas. Existem órgãos em que os tubos internos são quadrados e feitos de madeira.

Partindo desse princípio, Paetzold construiu as square recorders. As flautas quadradas em relação as suas correspondentes cilíndricas são menores em comprimento e possuem uma resposta presente de articulação, o que proporciona um grande diferencial sonoro para interpretação da música moderna, contemporânea e popular brasileira.

Quinta Essentia
Completando cinco anos, um dos principais representantes da prática brasileira da flauta doce, o Quinta Essentia é fruto da experiência musical consolidada em festivais de música pelo Brasil.

Alfredo Zaine, Gustavo de Francisco, Guilherme dos Anjos e Renata Pereira levam adiante o desejo de aproximar a flauta doce do público brasileiro. Foi explorando com qualidade as possibilidades de um único instrumento que a flauta doce se tornou a essência do trabalho deste grupo.
Ganhador de diversos prêmios, lançou seu primeiro álbum em 2008. Após concertos e divulgação do “La Marca”, o Quinta Essentia realizou a sua primeira turnê Internacional em 2009. Em 2010 foi o primeiro quarteto de flautas doces brasileiro a se apresentar na China. Através dos trabalhos do Quinta Essentia é perceptível o resultado da pesquisa de repertório e interpretação solidificando a proposta de divulgar a flauta doce, seu repertório e novas composições elaboradas especialmente para essa formação, contribuindo para manter vivo um instrumento tão antigo e também a sua literatura.

SERVIÇO
“Flauta, Flautinha, Flautão”
Quinta Essentia Quarteto
11 de Junho – 11h00
Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Tatuí
Entrada franca
Ingressos podem ser retirados de segunda a sexta, das 15h às 19h
Informações: 15 32058444

Nenhum comentário:

Postar um comentário