Boletim de informações COVID-19 n° 39 Tatuí, 03 de abril de 2020 - 16h

80
NOTIFICAÇÕES
62
SUSPEITOS
11
DESCARTADOS
7
CONFIRMADOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

terça-feira, 15 de março de 2011

Chuva atrasa plantio de batata em Tatuí

Produtores projetam redução de até 20% nos preços

Elfrides Junior,
do Canal Rural

As chuvas atrasam em pelo menos um mês o plantio da chamada safra das secas de batata. Os produtores projetam redução de até 20% nos preços. Porém analistas evitam prever cotações antes do início da colheita.

Devido à chuva, de 200 milímetros somente nos dez primeiros dias de março, o produtor rural Masahiko Soma, não começou a plantar os 40 hectares que cultiva todo ano com batata, no município de Tatuí, no interior paulista. No mesmo período, nos últimos três anos, o volume tinha ficado pouco acima dos cem milímetros. O excesso de água atrapalhou o preparo do solo.

A analista de mercado da Cepea, Juliana Silveira , informa que o produtor rural tem motivos para se preocupar. O atraso no plantio atinge toda a região, e em alguns casos, chega há um mês.

– Nesta época, já deveriam ter sido plantados 20% da safra de batata. Mas foram cultivados apenas 5% – informa.

As terras do produtor rural aguardam pelo plantio. Em 2010 renderam 210 mil sacas de batata. Segundo Soma, os preços do ano passado, estavam melhores que os de 2009 e estimularam o cultivo. Em maio de 2010, no início da colheita da safra das secas, a saca ficou pouco acima de R$ 77. No mesmo mês em 2009, o valor era de R$ 54. Mas neste ano, o calendário está comprometido, e o produtor aguarda por preço mais baixo.

A safra das secas deve ser colhida só em julho e coincidir com a produção de outras regiões, como o sul de Minas Gerais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário