Nosso Jornal Online

Tatuí, 


domingo, 16 de novembro de 2014

Buracos em rua causam transtornos a moradores do Jardim Gonzaga

Do G1- Moradores do Jardim Gonzaga, reclamam da situação da Rua Roque Bueno de Campos. Segundo eles, a via de terra está cheia de buracos e quando chove fica instransitável. Quem tem garagem se queixa que não consegue entrar com o carro, devido às condições do local. Ainda de acordo com eles, o problema não é recente.

Para a dona de casa Benedita Guedes Batista, sair de casa é um desafio para a família. Ela diz que quando recebe a visita da filha precisa deixar o carro em outra rua por medo de atolar. “Quando minha filha sai para trabalhar, fico tomando conta dos meus netos. Ela chega somente à noite e, precisa andar com as crianças no colo e atravessar a rua, senão corre o risco de atolar o carro”, conta.

A rua é de terra, mas a prefeitura promete que o asfalto será feito. A rede de esgoto já foi feita em um dos lados da via, do outro lado funcionários da prefeitura abriram uma vala e começaram a fazer a guia. Porém, quando a chuva começa, os funcionários vão embora e, de acordo com os moradores, poças d’água cheias de lama causam transtornos.

A aposentada Francisca Oliveira faz quimioterapia, está com a saúde debilitada e precisa da ajuda dos parentes para andar pela via. “Preciso da ajuda dos meus netos. Faz 15 anos que estamos nesse sofrimento”, diz.

Além da dificuldade de andar pela rua, a empregada doméstica Ângela da Slva lembra dos transtornos causados pela lama: “É difícil, as casas ficam sujas, as roupas, os calçados e até os animais ficam impossibilitados de sair”, reclama.

Tanto para os pedestres, quanto para os motoristas, a locomoção pelo bairro Jardim Gonzaga, tornou-se difícil. A vala que foi aberta é tão profunda, que os veículos não conseguem entrar nas garagens das casas.

A dona de casa Analice da Cruz Silva, afirma que não há como guardar os carros. “Os carros estão ficando na rua, não tem como entrar. É crítico”, lamenta.

Na frente da casa da aposentada Júnia Pinheiro de Camargo Silveira, toras de madeira foram colocadas dentro da vala para possibilitar a saída do carro da família. Isso porque pois ela tem problemas de saúde e pode precisar de socorro a qualquer momento. “Colocamos madeiras para poder sair com a perua. É uma situação difícil, pois o asfalto será colocado, mas esperam chover primeiro para depois iniciar as obras”, afirma.

Segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), responsável pelo serviço de água e esgoto na cidade, as obras na Rua Roque Bueno de Campos não são de responsabilidade da empresa e que a rede de esgoto já foi concluída.

Já a prefeitura, informou que as obras atrasaram por causa da chuva e que a previsão de término é de 20 dias.
(Foto: Reprodução/ TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário