Boletim de informações COVID-19 n° 128 Tatuí, 04 de junho de 2020 - 11h

189 CONFIRMADOS
132 RECUPERADOS
11 ÓBITOS
32 SUSPEITOS
0 ÓBITOS SUSPEITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

domingo, 10 de maio de 2020

Menina de 8 anos compõe música sobre a importância do amor em tempos de pandemia

Música “Curativos de Amor” fala sobre as mudanças na rotina e o desejo de espalhar amor ao redor do mundo; família se uniu para ajudar na composição.

Por Ana Guedes*, G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

'Quando tudo isso passar quero fazer uma grande festa', diz menina que compôs música sobre pandemia de coronavírus — Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação

09/05/2020 | Com o distanciamento social devido à pandemia de coronavírus, a pequena Mariah Franco Nunes Rosa, de 8 anos e moradora de Tatuí, recorreu à música para expressar a importância do amor ao próximo mesmo em tempos de pandemia e a saudade de um mundo sem coronavírus.

Inspirada pelo sonho de ser cantora e incentivada pela família, a menina compôs a música “Curativos de Amor”, que contou com a ajuda dos pais.

De acordo com a mãe, o gosto pelo canto e pela música sempre foi evidente na menina. Contudo, foi durante a pandemia que ela encontrou inspiração para compor.

“A canção fala exatamente sobre o que ela sentia quando escreveu. Antes da doença, ela tinha mania de 'apertar' as bochechas dos avós, mas agora não pode mais e sente falta desse contato físico com eles”, conta Débora Cristina Rosa.

Débora ainda contou que a família sempre foi inspiração à filha e, devido ao envolvimento de todos com a música, cada um auxiliou um pouco na criação.

“Meu pai sempre tocou música raiz no violão, meu marido também toca violão e minha irmã canta. Não são músicos profissionais, mas sempre inspiraram a Mariah. Quando ela quis criar a música, foi me dizendo o que sentia e eu fui ajudando a fazer as rimas. Meu irmão e meu cunhado ajudaram na melodia e meu marido tocou ao lado dela no vídeo”,

Para o pai, o orgulho de participar de uma música criada pela própria filha foi grande. Segundo ele, foi difícil segurar a emoção enquanto tocava ao lado da menina.

“Para mim foi extremamente emocionante ver como minha filha compôs uma letra tão boa que reflete certinho sobre o momento em que todos nós estamos vivendo. Além de tudo, foi especial tocar violão enquanto ela cantava”, continua Eduardo Nunes Rosa.

Ao G1, Mariah contou que a música foi feita como lembrança dos momentos bons e que sente falta.

“Eu fiz essa música para lembrar das coisas que antes eu podia fazer e não estou mais fazendo. Sinto muita falta do abraço dos meus avós, dos meus amigos e também da minha escola. Sinto muita tristeza e medo, mas sei que se todo mundo ajudar a pandemia vai passar logo”, conta a menina.

Contudo, mesmo distante de todos que ama, a esperança de dias melhores no futuro permanece viva dentro dela. Segundo Mariah, quando tudo acabar, quer reunir a família em uma grande festa com direito a muitos beijos e abraços.

*Colaborou sob supervisão de Paola Patriarca

Nenhum comentário:

Postar um comentário