Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Menina de 2 anos achada sozinha na rua deixa abrigo e é entregue para tia

(Foto: Divulgação/Polícia Militar)
Criança foi achada por policiais militares na Vila Esperança, em Tatuí. Segundo a polícia, pais da menina estão presos e guarda estava com avós.

Paola Patriarca, do G1 Itapetininga e Região

A menina de apenas dois anos, que foi encontrada sozinha e com os pés descalços por policiais militares, na noite de sexta-feira (19), em Tatuí, foi entregue pelo Conselho Tutelar para uma tia materna nesta segunda-feira (22). A criança estava em um abrigo desde sábado (21) após os avós a deixarem sozinha na casa para irem até a igreja. A menina conseguiu sair do imóvel por não ter portão nos fundos da residência e foi encontrada em frente de um mercado na Vila Esperança.

De acordo com a conselheira Lilian Antunes Quevedo, uma tia materna se apresentou no Conselho e se propôs a ficar com a criança, além dos outros dois irmãos, de 4 e 6 anos. As três crianças estavam com os avós, já que os pais estão presos. "Até então não sabíamos da existência dessa tia. Ela veio até nós e, após reunião, decidimos que as crianças iam ficar com ela. Um termo de entrega e responsabilidade foi feito e comunicamos ao Ministério Público, que vai abrir processo. O juiz da Vara da Infância e Juventude vai avaliar e decidir se a guarda definitiva passará para essa tia materna ou continuará com os avós paternas", afirma.

Ainda segundo a conselheira, a equipe do Conselho foi até a residência dos avós e constataram que um portão nos fundos foi feito e um muro foi erguido. "Eles já fizeram os ajustes na casa e afirmam que querem continuar com os netos. Além das três crianças, eles também cuidam de outro neto, de 11 anos. Independente da decisão da Justiça, a família vai continuar sendo assistida pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social", ressalta Lilian.

Entenda o caso - A Polícia Militar foi informada na sexta-feira (19) que uma criança estava assustada e chorando em frente de um mercado do bairro. “Fomos até o local e encontramos a criança assustada, chorando muito, com frio, pés descalços e com fome. Após contato com os moradores, soubemos onde a menina morava. Fomos até a casa, que fica cerca de 200 metros do local onde a encontramos, e constatamos que não havia ninguém. Em contato com os vizinhos, eles informaram que os pais da menina estão presos e a guarda estava com os avós”, conta o cabo da PM Raul Fernandes.

Segundo o policial, a equipe foi até a delegacia com a criança, onde um boletim de ocorrência de perigo para a vida ou saúde de outrem foi registrado. "Após 30 minutos, os avós foram até a delegacia e alegaram, em depoimento, que deixaram a criança dormindo na casa para irem até a igreja. A criança acordou e acabou saindo da casa, que fica na beira de um córrego e é um lugar bem perigoso. Ela poderia ter se machucado ou acontecido algo pior", ressalta.

Ainda de acordo com o policial, os avós foram liberados após serem ouvidos. "Apesar de estar na rotina policial, esse tipo de ocorrência sempre chama nossa atenção, principalmente por se tratar de criança", diz o policial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário