Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

sábado, 6 de maio de 2017

Projeto prevê Dia da Conscientização da Fibromialgia

Está tramitando na Câmara Municipal um projeto de lei  - nº 21/2017 - do vereador Eduardo Sallum (PT), que institui o Dia Municipal de Conscientização sobre a Fibromialgia no Município de Tatuí, a ser lembrado no dia 12 de maio de cada ano, integrando o Calendário Oficial de Eventos do Município.

Segundo a propositura, a data servirá para debater assuntos relacionados à fibromialgia; promover a troca de experiências e informações sobre o tema entre profissionais, pacientes e sociedade em geral; e abrir espaço para os profissionais ligados à área da saúde apresentarem novos estudos e pesquisas sobre a doença.

Veja abaixo a justificativa.

JUSTIFICATIVA

A Fibromialgia é uma doença nova, quando se leva em consideração a identificação de seus sintomas, mas já acomete milhões de pessoas em todo o Brasil.

É uma condição marcada por dor crônica disseminada, com sintomas múltiplos, que se estima ocorrer em 8% da população, com maior incidência em mulheres. São transtornos que comumente acompanham pacientes fibromiálgicos: distúrbios do sono, disfunção cognitiva, síndrome da fadiga crônica, síndrome do cólon irritável ou bexiga irritável, cistite intersticial, disfunção da articulação temporomandibular e cefelia.

Vale lembrar que as pessoas que sofrem de Fibromialgia apresentam, frequentemente, quadros de ansiedade e de depressão, decorrentes da dor crônica intensa. As dores limitam as atividades do dia a dia, comprometendo as relações familiares, sociais, trabalhistas e econômicas.

Portanto, faz-se importante a conscientização da população sobre essa doença, já que muitos que sofrem com ela sequer sabem o quanto aflige sua qualidade de vida.

Uma boa compreensão sobre a Fibromialgia diminuirá o sofrimento de milhões de pessoas que têm sua dor desconsiderada pelo fato da doença ser pouco conhecida, bem como diminuirá o preconceito que sofrem pelo descrédito a que estão submetidas na vida profissional, social e familiar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário