Boletim de informações COVID-19 n° 405 Tatuí, 07 de março de 2021, domingo - 11h00h

7249 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
7049 PACIENTES RECUPERADOS
142 ÓBITOS CONFIRMADOS
58 INFECTADOS EM TRATAMENTO
29,57 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Instalação de contêineres se inicia em Iperó

Iniciativa faz parte do projeto de Conteinerização do Ceriso que visa um descarte mais ecológico dos resíduos sólidos urbanos 

29/10/2020 | A presença de contêineres em áreas públicas já é uma realidade no município de Iperó. Nessa semana, em parceria com Prefeitura Municipal, o Ceriso (Consórcio de Estudos, Recuperação e Desenvolvimento da Bacia do Rio Sorocaba e Médio Tietê) iniciou a instalação dos contêineres na cidade. No bairro George Oetterer, a maioria dos equipamentos já estão devidamente instalados e prontos para uso. Na próxima semana, a instalação ocorre nos bairros do Centro. O objetivo desse projeto é viabilizar o armazenamento, a segregação e o descarte de resíduos sólidos urbanos de uma maneira mais responsável e ecológica. 

De acordo com um mapeamento previamente realizado, cada contêiner será instalado levando em consideração a necessidade de cada rua do município, para que os moradores possam usá-lo como Ponto de Entrega (PEV) de materiais recicláveis, colaborando para o processo de uma destinação consciente desses resíduos. Esse tipo de coleta visa uma maior proteção do material (para que não perca benefícios no processo de reciclagem e comercialização), uma maior limpeza nas cidades e uma maior preservação dos recursos hídricos de seus territórios. Tatuí, Araçoiaba da Serra, Salto de Pirapora, Boituva e Capela do Alto são os municípios que já iniciaram a adequação ao modelo. 

Agora, Iperó passa por esse processo. As demais cidades integrantes do Ceriso, como Cerquilho, Cesário Lange, Conchas, Ibiúna, Bofete, Laranjal Paulista, Pereiras, Piedade, Porangaba, Tietê e Votorantim também estão previstas no projeto de Conteinerização e devem receber os equipamentos em breve. 

O presidente do Ceriso e prefeito de Iperó, Vanderlei Polizeli, destaca a importância de a população aderir ao projeto e se atentar às mudanças de coleta de seus resíduos. “Como em toda novidade, vamos passar por um processo de adequação, mas vale ressaltar que esse processo tem uma intenção muito boa. Se nós, como população, criarmos o hábito de separar o material reciclável e depositá-lo nos contêineres para que sejam destinados à reciclagem, vamos contribuir em muito com o meio ambiente e, assim, com nossa cidade e com nós mesmos. Esse modelo de coleta pode nos ajudar a evitar enchentes, já que os resíduos não ficarão suscetíveis a obstruir bocas de lobo e galerias; manter a saúde dos rios, além de muitos outros benefícios para nossa qualidade de vida. Por isso, reforço que é importante os munícipes adotarem essa iniciativa e se engajarem nela. Para esse momento de adaptação, os caminhões de coleta ainda realizarão seus trabalhos de casa em casa, como de costume. Mas a ideia é que esse serviço, mais pra frente, seja substituído pela iniciativa de os próprios moradores separarem seus resíduos e usarem os contêineres”. 

O projeto tem valor investido de R$ 6.413.772,65, através de recursos conquistados pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO) com contrapartida do Ceriso. Os recursos são revertidos na conteinerização e coleta mecanizada de resíduos sólidos, instalação de PEVs e coleta seletiva mecanizada, e na promoção da educação ambiental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário