Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Pai que gravou abuso da filha pelo padrasto com câmera escondida foi alertado sobre 'comportamento estranho'

Caso foi registrado na Delegacia de Defesa Mulher em Tatuí (SP). Suspeito de 25 anos responde ao inquérito em liberdade.

Por G1 Itapetininga e Região - 18/04/2017 13h34

Câmera escondida em casa flagrou padrasto nu perto de adolescente de 13 anos em Tatuí (Foto: Arquivo Pessoal)

O pai da adolescente de 13 anos que foi vítima de abuso sexual pelo padrasto em Tatuí afirmou em entrevista ao G1 que sugeriu instalar uma câmera escondida na casa após a própria filha ter falado que o padrasto, de 25 anos, estava com “comportamento estranho” e entrava em seu quarto apenas de cueca de madrugada.

“Ela me ligou dizendo que tinha acontecido algo estranho, que viu o padrasto apenas de cueca em seu quarto e que precisava ir para a igreja porque estava nervosa. Ela perguntou o que ele fazia lá e ele disse que procurava o carregador embaixo da cama. Achei estranho e fiquei muito preocupado. Ela estava bem nervosa”, afirma.

O pai afirmou que foi conversar com um amigo que é delegado aposentado e ele sugeriu colocar uma câmera escondida na casa para flagrar o rapaz entrando no quarto da filha.

“Foi então que liguei para minha filha e disse que ela devia contar para a mãe e convencê-la a comprar a câmera para flagrar o padrasto. Colocaram a câmera na sala em um dia que a minha filha e o irmão dela dormiam em um colchão. As imagens mostram ele se aproximando dela, nu. Ele senta ao lado e começa a se tocar e tenta tocá-la. É um absurdo sem tamanho as imagens. Terrível demais ver isso acontecendo com minha filha”, diz.

A mãe da menina viu as imagens, avisou o ex-marido e eles registraram um boletim de ocorrência na segunda-feira (14), na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Além disso, o Conselho Tutelar foi acionado para fazer acompanhando psicológico da menor.

De acordo com o delegado responsável, Silvan Renosto, todos os envolvidos já foram ouvidos. “O homem pode ser indiciado por estupro ou tentativa de estupro de vulnerável. Estamos investigando e com imagens de uma câmera de segurança”, diz.

Para o pai, o desejo é que a justiça seja feita. “Esse homem não pode continuar solto. Ele precisa ser preso pelo que fez com minha filha. Se não colocássemos a câmera, ele ia continuar fazendo isso e poderia se transformar em algo pior. Quero que a justiça seja feita o quanto antes. Nunca ia imaginar que isso um dia ia acontecer na minha casa. Ainda bem que minha filha está bem, sendo acompanhada pelo Conselho. Mas podia acontecer algo pior”, ressalta.

DDM investiga a denúncia de abuso sexual contra adolescente em Tatuí (Foto: Cláudio Nascimento / TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário