Nosso Jornal Online

Tatuí, 


segunda-feira, 10 de abril de 2017

Kelvin de Morais é o novo presidente do diretório do Partido dos Trabalhadores em Tatuí

Marinho passou a presidência a Kelvin  após 7 anos (Foto: Karolayne Delgado / Divulgação)
Neste domingo, dia 9, filiados ao Partido dos Trabalhadores de todo o Brasil foram às urnas em 4 mil cidades para escolher as direções municipais e delegados estaduais do partido. Em Tatuí, o chamado PED - Processo de Eleição Direta ocorreu na Câmara Municipal. Mário Luís Rodrigues da Costa esteve por sete anos à frente do partido. Agora vai para o Conselho de Ética.

A chapa única encabeçada por Kelvin Joelmir de Morais foi eleita para um período de dois anos. Fazem parte do diretório municipal a professora Fátima Aparecida Rodrigues dos Santos (vice-presidente), Karolayne Nicole Martins Delgado (secretária de organização), Guilherme Augusto da Silva Rodrigues (secretário financeiro), Carla Alessandra Barreto (secretária de formação política), Djalma Benedito Mathias (secretário dos movimentos populares), Felipe Samuel Moreira (secretário de comunicação) e Eduardo Dade Sallum (líder do PT na Câmara Municipal), mais Ana Carolina Lamosa Paes, Ana Carolina Matias, Carla Maria Leite de Freitas, Danielly Valéria Oliano Santos, Laine Teles, Suzana de Lourdes Fernandes, Cristiano da Silveira Marques, Leonardo Silva Ribeiro, Luan Mascarenhas Rodrigues, Lucas de Souza Romagnollo, Renan de Moura Ferraz e Victor Augusto Campos Delazari. Na Comissão de Ética ficaram Edna Aparecida da Silva Oliveira, Maria Filomena Miranda, Teresinha Lopes Villaça, Conrado Vivi Convento, Mário Luís Rodrigues da Costa e Norberto de Souza Neto. No Conselho Fiscal: Antonieta Oliano, Carmencita Aparecida Soares, Geralda Aparecida Ferreira Campos, Clodoaldo Rodrigues Nunes e José Dirceu Siqueira Gomes.

Além da reestruturação do partido em Tatuí, o PT quer resgatar a unidade e a identidade com os movimentos sociais e sindicais. Não à toa, dentre os dezoito diretores, há nove mulheres, quatro negros e doze jovens. A saída de Vicente Menezes, José Franson, André Norbal e outros membros do partido abriram espaço para essa forte presença jovem. Jovens, mas com história nos movimentos sociais e estudantis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário