Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Universitários protestam em frente à prefeitura de Tatuí por transporte

Quatro representantes conseguiram entrar e conversar com o prefeito.

Do G1 Itapetininga e Região

Universitários beneficiados pelo transporte intermunicipal gratuito para estudantes de Tatuí foram, na tarde desta quinta-feira (3), protestar em frente ao Paço Municipal contra o fim do benefício. Segundo eles, o transporte parou na última sexta-feira (28). No sábado (29) o grupo protestou no Centro. Na manifestação desta quinta-feira participaram 30 pessoas, segundo os estudantes. A Guarda Civil Municipal (GCM) não informou número e a Polícia Militar não acompanhou o ato.

Quatro representantes do grupo conseguiram entrar no paço e conversar com o prefeito. À TV TEM, Manu confirmou que a prefeitura tem dívidas com a empresa prestadora de serviços, a Rosa, mas que os valores seriam pagos. Disse também que uma liminar judicial obriga a empresa a voltar a fazer o transporte (veja a resposta completa abaixo). Os representantes da empresa Rosa foram procurados, mas não foram localizados.

Com cartazes, os alunos pediram a volta do benefício em frente à prefeitura. Segundo eles, atualmente 60% do transporte para outras cidades como Sorocaba (SP) e Salto (SP) é pago pela prefeitura e o restante pago pelos próprios estudantes. No próximo dia 10 chega um novo boleto, mas o grupo não sabe se deve pagar ou não. “A gente sabe que não iria conseguir uma medida imediata das coisas, porque a dívida entre a prefeitura e a corporação é muito grande”, comenta o aluno Bruno Assis.

Grupo protestou em frente ao paço e conversou com prefeito (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Depois do fim do benefício na última sexta-feira, quem precisou ir à faculdade teve que pagar caro. É o caso do estudante Simeão Paludetto, que estuda engenharia civil em Sorocaba. Só essa semana já pagou R$ 75 para ir em três aulas de carro com amigos. “Eu estou no último semestre, então não tem como abrir mão do curso por isso. É época de TCC [Trabalho de Conclusão de Curso], o pessoal do grupo não é só de Tatuí, então está bem complicado, dando bastante prejuízo”, reclama.

Posição da prefeitura
O prefeito confirma as dívidas, mas diz que uma liminar judicial obriga a empresa rosa a voltar a oferecer o transporte. Caso o serviço não volte, a multa é de R$ 5 mil reais por dia, segundo Manu. "Nós, em nenhum momento, falamos que não iriamos pagar a dívida. Falamos que era para eles aguardarem que iriamos pagar, mas infelizmente eles pararam o serviço."

"O transporte universitário tem um déficit que não é só de 2015, tem também de 2012, 2011. Eles têm precatórios na Justiça de 2000, 1996, quando eram outros prefeitos. Se a gente for somar tudo não é só de 2015, tem até dívidas de antes de 2000. Mas nosso governo colocou às claras com a empresa Rosa que iriamos acertar a dívida. Só que, infelizmente, não poderia acertar todo valor de uma vez”, alega ainda.

Estudantes pedem a volta do benefício de transporte (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário