Boletim de informações COVID-19 n° 358 Tatuí, 19 de janeiro de 2021, terça-feira - 11h00h

5928 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
5762 PACIENTES RECUPERADOS
115 ÓBITOS CONFIRMADOS
51 INFECTADOS EM TRATAMENTO
48,00 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

Agricultores protestam contra cobrança de ICMS em insumos de alimentos

Mesmo com a suspensão do aumento, decretada na noite de quarta-feira (6), manifestação ocorreu em várias cidades do interior de SP.

Por G1 Sorocaba e Jundiaí, com edição do DT

Agricultores fizeram 'tratoraço' contra aumento do ICMS em Tatuí — Foto: Arquivo Pessoal

07/01/2021 | Agricultores rurais fizeram um protesto em várias cidades do interior de São Paulo contra o aumento da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O anúncio do aumento havia sido feito pelo governador João Dória (PSDB), porém, foi suspenso na quarta-feira (6).

Mesmo com a suspensão, em Capela do Alto (SP), os produtores rurais se concentraram na Rodovia Senador Laurindo Dias Minhoto, que liga a cidade a Tatuí.

Em Tatuí, os manifestantes se reuniram na altura do quilômetro 125,5 da Rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127). Em seguida, os agricultores em tratores, caminhões, colheitadeiras e pulverizadores, seguiram para a Avenida Pompeo Reali, entrada da cidade.

Os produtores também foram às ruas em Porto Feliz (SP). Agricultores em caminhões e tratores fizeram a manifestação no Centro, passando pela Praça da Matriz.

Grupo se reuniu às margens da Rodovia Raposo Tavares, em Itapetininga — Foto: Arquivo Pessoal

Em Itapetininga (SP), os manifestantes se reuniram com faixas e veículos na Rodovia Raposo Tavares, próximo à base da Polícia Militar Rodoviária. O grupo se reuniu às margens da rodovia, porém, por precaução, a polícia interditou uma das faixas.

Agricultores fizeram 'tratoraço' contra aumento do ICMS em Tatuí — Foto: Arquivo Pessoal

Suspensão da nova alíquota

O governador João Dória determinou na noite de quarta-feira a suspensão da nova alíquota do ICMS para alimentos e medicamentos genéricos, que passaria a valer a partir do dia 15 de janeiro. Em nota, informou que a suspensão foi feita por causa da prolongamento da pandemia do coronavírus no estado.

Pelas mudanças nas alíquotas do imposto, o governo de São Paulo passaria a cobrar esse mês 4,14% de ICMS sobre os insumos agrícolas, como fertilizantes, adubos, sementes e defensivos agrícolas.

Os agricultores alegam que isso aumenta os custos de produção e também os preços dos alimentos e combustíveis para a população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE