Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Operação da Fazenda combate sonegação de impostos com fraudes de empresas fantasmas

De 128 contribuintes investigados no estado, 22 estão nas regiões de Itapetininga, Jundiaí e Sorocaba. Segundo a secretaria estadual, irregularidades causaram mais de R$ 100 milhões de prejuízo em imposto desde 2015.

Por G1 Sorocaba e Jundiaí, com edição do DT

Operação da Secretaria da Fazenda combate sonegação de impostos com fraudes de empresas fantasmas — Foto: Secretaria da Fazenda/Divulgação

10/10/2019 | A Secretaria da Fazenda do Estado deflagrou nesta quinta-feira (10) uma operação para coibir fraudes com a criação de empresas "fantasmas" para sonegação de impostos como o ICMS.

Segundo a secretaria, as irregularidades já causaram o desvio de mais de R$ 100 milhões em imposto desde 2015.

A ação da Secretaria da Fazenda acontece simultaneamente em 15 Delegacias Regionais Tributárias (DRTs) do estado e conta com 250 fiscais.

A Operação Forasteiro investiga 128 contribuintes no estado e, só nas regiões de Itapetininga, Jundiaí e Sorocaba, são 22 pessoas, sendo duas de Tatuí.

Segundo a pasta, o Fisco identificou que os maiores volumes de créditos espúrios foram emitidos em 2019, porém ao ampliar a fiscalização, encontrou operações suspeitas também nos últimos quatro anos.

Durante as investigações, uma das articulações identificada tinha como modus operandi a criação de empresas de fachada, com quadro societário simulado e endereço falso em outro Estado, informou a Fazenda.

Essas empresas simulavam a transferência de créditos, através de Notas Fiscais emitidas com destaque de imposto a contribuintes paulistas, para diminuir o imposto devido ao Estado de São Paulo pelos destinatários.

Os 128 contribuintes paulistas, destinatários dos documentos fiscais emitidos, serão diligenciados a partir desta quinta-feira e deverão prestar esclarecimentos sobre as operações realizadas com os comércios inexistentes dos outros estados envolvidos.

Entre as empresas fiscalizadas estão indústrias e comércios atacadistas de diversos setores, mas a maioria no segmento de metais e plásticos.

Na Região de Tatuí, foram fiscalizadas empresas de Tatuí (2), Pilar do Sul (1), Tietê (1), Araçariguama (1), Iperó (2), Porto Feliz (1), São Roque (1), Sorocaba (7) e Votorantim (1).

Nenhum comentário:

Postar um comentário