Boletim de informações COVID-19 n° 43 Tatuí, 05 de abril de 2020 - 16h

83
NOTIFICAÇÕES
62
SUSPEITOS
14
DESCARTADOS
7
CONFIRMADOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

terça-feira, 22 de outubro de 2019

22/10 | Há seis anos Tatuí perdia o Maestro Neves

Antonio Carlos Neves Campos (1948-2013) - Maestro, foi de orquestras a CDs de Toquinho

ANDRESSA TAFFAREL


30/10/2013 | Dentista formado pela Unicamp, Antonio Carlos manteve a vida toda um consultório particular em Tatuí (SP), sua terra natal. Não foi atendendo pacientes, porém, que ele fez fama na cidade. Era o maestro Neves, diretor artístico do conservatório local, que todos conheciam.

Apaixonado por música, formou-se em piano clássico ainda muito jovem, por volta dos 15 anos. Depois, foi estudar em Nova York para concluir a formação básica.

Sob sua direção, o conservatório tatuiano alcançou o status de maior e melhor escola de música da América Latina. Foram nada menos que 24 anos ensinando conterrâneos.

Como arranjador, escreveu para diversos grupos musicais, entre eles a Orquestra de Sopros Brasileira e a Sinfônica Paulista. Foi ainda coordenador do Festival de Inverno de Campos do Jordão (SP).

Projetou o Programa de Apoio às Bandas, o "Pró-Bandas", desenvolvido pela Secretaria de Estado da Cultura para fomentar bandas e fanfarras de São Paulo.

Seu currículo inclui também trabalhos com cantores como Edu Lobo, Luiz Melodia, Elba Ramalho e Toquinho. Com este último, gravou três CDs, atuando como pianista, arranjador e maestro.

Em 2002, foi convidado por Jô Soares para produzir a parte musical da comédia gótica "FrankensteinS". Ao final, o apresentador resumiu: "A sonoridade é linda".

Internado desde o começo do mês por causa de problemas cardiovasculares, morreu na terça-feira (22), aos 65 anos. Deixa a viúva, Terezinha, o filho, também Antonio Carlos, e dois netos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário