Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sexta-feira, 15 de junho de 2018

Espetáculo 'Virado à Paulista' abrirá a Jornada da Gestão Cultural no Museu Paulo Setúbal

Apresentação será na última sexta-feira do mês de junho (29/06), às 18h


O Museu Histórico Paulo Setúbal receberá na última sexta-feira do mês de junho (29/06), às 18h, a abertura da Jornada da Gestão Cultural com o espetáculo "Virado à Paulista", da Cia Cênica.

O espetáculo, com classificação livre e duração de 60 minutos, é um Cortejo de Rua, contemplado pelo ProAC de circulação de artes cênicas para rua. A peça tem a direção de Fagner Rodrigues que, juntamente com Simone Moerdaui, assinam o roteiro, a orientação musical de José Maria Guirado e Márcia Morelli, e no elenco e músicos do trabalho estão: Beta Cunha, Cássia Heleno, Clara Tremura, Diego Guirado, Fabiano Amigucci, Fagner Rodrigues, Glauco Garcia, Jaqueline Cardoso, Márcia Morelli e Simone Moerdaui.

O Museu Paulo Setúbal está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4969.

Virado à Paulista - O espetáculo estreou em 2015 e participou, no ano seguinte, do Circuito SESC de Artes.

A história é narrada em Pirapora do Bom Jesus, com batucadas dos mais diversos estilos e origens que deixaram os barracões e ganharam as ruas em homenagem àqueles que, com muito ritmo, resistência e poesia, compuseram a história do samba paulista.

Músicos e atores da Cia. Cênica conduzem, neste espetáculo-cortejo que conta com a participação do público presente, uma longa viagem que tem como portos as raízes africanas, o samba rural, os cordões carnavalescos, a institucionalização do samba, a intolerância religiosa e o preconceito racial.

Cia Cênica - É um grupo teatral rio-pretense, atualmente formado por 17 artistas. Suas pesquisas e ações extrapolam os limites da cena que vêm sendo desenvolvida, a partir dos eixos: dramaturgia autoral e música ao vivo como elemento dramatúrgico; ocupação artística de espaços urbanos; o popular não apenas como linguagem, mas como meio de produção e difusão cultural; compartilhamento de saberes e formação de público.

Em sua trajetória, a Cia Cênica foi contemplada em cinco Editais do ProAC, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, em seis Editais do Programa Cultura Para Todos/Nelson Seixas de Fomento à Produção Cultural, da Secretaria de Cultura de São José do Rio Preto (SP) e acaba de ser contemplada pelo edital do SESI, com a montagem de "Oi Lá, Inezita", infanto-juvenil inspirado na vida e obra de Inezita Barroso.

Além de ter circulado com seus trabalhos por várias unidades do SESI/SP, via editais, como o “Viagem Teatral”, e por unidades e projetos especiais do SESC, como o Circuito SESC de Artes e a Mostra SESC Cariri de Culturas, a Cia Cênica traz em seu currículo a participação em importantes eventos nacionais e internacionais de teatro, conquistando mais de 200 prêmios: Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte (MG); Mostra Internacional de Teatro da Paraíba (João Pessoa/PB); Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto; FENATA - Festival de Teatro de Ponta Grossa (PR); Floripa Teatro (Florianópolis/SC); e Festival Nacional de Teatro de Floriano (PI).

O grupo é realizador da "Mostra Cênica", mantém uma sede na qual desenvolve o projeto "Território Cênico" e, atualmente, possui oito espetáculos em circulação: "Auto da Anunciação" (2008), "Acordes" (2010), "A Cor Silva" (2011), "Por Quê?" (2012), "Sabiás do Sertão - Teatro musical brasileiro em um ato, uma chegança e uma andança" (2013), "Virado à Paulista" (2015), "Terra abaixo, Rio acima" (2016) e "Queijo & Goiabada, das canções que você não autorizou pra mim" (2016).

Nenhum comentário:

Postar um comentário