Nosso Jornal Online

Tatuí, 


terça-feira, 19 de junho de 2018

Empresa de refrigerantes Dolly confirma demissão de 700 funcionários em Tatuí

Segundo assessoria, a unidade na cidade foi fechada devido ao bloqueio de bens da empresa realizado pela Justiça

Por G1 Itapetininga e Região com edição do DT

Empresa Dolly suspendeu as atividades em Tatuí (Foto: TV TEM/Reprodução/Arquivo)

Cerca de 700 funcionários foram demitidos após a empresa de refrigerantes Dolly fechar nesta segunda-feira (18) a unidade que mantinha em Tatuí. A informação, já publicada pelo DT, foi confirmada pela assessoria da empresa na manhã desta terça-feira (19).

Ainda de acordo com a assessoria, o fechamento da unidade que culminou com as demissões é resultado do bloqueio de bens da empresa realizado pela Justiça.

A empresa informou ainda que as unidades de São Bernardo do Campo e de Diadema estão funcionando normalmente, e que estão tomando as devidas providências para desbloquear suas contas.

Empresa de refrigerantes Dolly confirma demissão de 700 funcionários em Tatuí

Fraude fiscal

No mês passado, o dono da empresa, Laerte Codonho, ficou preso por oito dias suspeito de fraude fiscal. 

O Ministério Público (MP) acusa a companhia de fraude fiscal estruturada, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

De acordo com a Promotoria, a Dolly, comandada por Codonho, demitiu funcionários e os recontratou em outra companhia para fraudar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Segundo as investigações, o dinheiro desviado nos últimos 20 anos com a fraude é estimado em R$ 4 bilhões.

Em maio do ano passado, a empresa foi alvo da operação Clone, da Secretaria da Fazenda, que interditou a fábrica de Tatuí durante investigação de sonegação de impostos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário