Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

sábado, 26 de novembro de 2016

Palestra e recitais marcam IV Semana de Música de Câmara

Evento acontece de 1º a 7 de dezembro e reúne mais de 200 grupos formados por alunos

Atrações especiais marcam a IV Semana de Música de Câmara do Conservatório de Tatuí. O evento, que reúne todos os alunos que cursam a disciplina de música de câmara, será realizado nos dias 1º, 2, 5, 6 e 7 de dezembro, contando com provas abertas, palestra e recitais especiais. A coordenação é da professora Míriam Braga. Todas as atividades são gratuitas e acontecem no Salão Villa-Lobos, que fica na rua São Bento, 415.
No dia 1º de dezembro, as provas acontecem às 14h e 16h. Já nos dias 2, 5, 6 e 7, as provas serão às 9h, 11h, 14h e 16h. Apresentam-se mais de 200 grupos, com os mais variados repertórios. Todos são avaliados por uma banca de professores, perante a presença do público.
Além das provas, a IV Semana de Música de Câmara do Conservatório de Tatuí, evento bimestral, contará com palestra e recitais especiais.
No dia 1º de dezembro, quinta-feira, às 11h, o doutor Igor Baggio ministra a palestra “O Lied expressionista de Schönberg, Berg e Webern”. A palestra enfoca a transformação radical do material sonoro da música levado a cabo entre aproximadamente 1908 e 1920, quando os três compositores vienenses Arnold Schönberg (1874-1951), Alban Berg (1885-1935) e Anton Webern (1883-1945) passaram a compor fora dos limites demarcados pelo sistema tonal.
Essa transformação da linguagem musical encontrou na linguagem poética do expressionismo suas imagens e seu universo estético privilegiados. Dessa conjunção surge a canção de câmara expressionista. “Por meio do comentário histórico, estético e de exemplos musicais selecionados, a palestra pretende introduzir ao grande público os principais aspectos musicais e estéticos desse gênero, dentre os quais podemos mencionar: o caráter extremado das formações harmônicas e melódicas empregadas, o caráter fragmentário e aforismático das canções, o apreço pelas imagens poéticas imediatas e mesmo violentas e pelos afetos angustiosos e impulsos inconscientes. Essas características fizeram do Lied expressionista talvez o gênero que melhor simbolizou o período de fortes mudanças no panorama histórico centro-europeu no qual surgiu, marcado principalmente pela Primeira Guerra Mundial”, destaca o palestrante.
Igor Baggio é pianista correpetidor e professor de piano. Mestre em música e doutor em filosofia. Iniciou seus estudos de piano aos sete anos de idade em sua cidade natal Vacaria (RS). A partir de 1998 passa a ter aulas com o pianista gaúcho André Loss, quem lhe orientará até o final da graduação em piano na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS em 2004. Ao longo desse período também recebeu orientação dos pianistas Max Uriarte e Catarina Domenici e participou de masterclasses com os pianistas Nikolaus Lahusen (Alemanha), Alexandre Dossin (Brasil – EUA), Jean-Louis Steuerman (Brasil) e Paulo Alvares (Brasil – Alemanha). Em 2006 transfere-se para São Paulo e inicia o mestrado em música/musicologia na Unesp sob a orientação da Dra. Lia Tomás. Em 2009 sua dissertação intitulada “O dodecafonismo tardio de Adorno” participa do concurso anual de monografias da Unesp e é um dos trinta trabalhos selecionados para ser publicado em formato de livro pela Edunesp. Em 2010 ingressa no curso de doutorado em filosofia da USP sob a orientação do filósofo Vladimir Safatle. Em 2015 defende a tese de doutorado em filosofia “A dialética da composição musical em Theodor W. Adorno” na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Além do trabalho como pianista correpetidor e como professor de piano, desde 2006 mantém intensa participação em eventos de natureza acadêmica e publica periodicamente artigos e trabalhos sobre filosofia da música.

Recital de Cristiane & Otávio Blóes
Também no dia 1º de dezembro, porém às 19h, a atração especial é o recital de flauta e piano protagonizado pelos professores Cristiane Bloes (piano) e Otávio Blóes (flauta). O duo foi formado na infância, quando os irmãos descobriram a música de câmara praticamente juntos sob orientação do flautista e professor João Dias Carrasqueira. Atuaram por muitos anos em concursos, recitais e festivais e têm mantido o duo paralelamente ao desenvolvimento de seus trabalhos individuais.
No recital, eles apresentarão obras de G. Fauré (Fantasia), Francis Poulanc (Sonata, em três movimentos), Johan Svendsen (Romance op. 26), Albert Franz Doppler (Fantasie Pastorale Hongroise) e George Enesco (Cantabile et Presto).
Cristiane é mestre em Música e Bacharel em piano pela Unesp-SP, e também formada em piano Clássico e MPB&Jazz pelo Conservatório de Tatuí. Atuou como pianista convidada em diversos eventos internacionais acompanhando artistas como: os flautistas Daniela Troiani (Itália), Michel Hazel (Alemanha), Felix Hengli (Suíça), Vieri Botazzini (Itália), Victor Mendoza (vibrafone-EUA), Daniel Barry (trompete – EUA), Miguel Villafruela (saxofone – Chile), Paulo Szot (barítono), Alexandre Ficarelli (oboé) entre outros. Solou sob regência de Edson Beltrami, Dario Sotelo, John Boudler (EUA), Ciro Pereira, Lazlo Marosi (Hungria), Dwight Satterwhite (EUA). É coordenadora e professora da Área de Piano do Conservatório de Tatuí e pianista titular da Banda Sinfônica da mesma instituição.
Otávio é flautista da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e atual coordenador da Área de Sopros – Madeiras do Conservatório de Tatuí, onde também é professor de flauta transversal desde 1997. Pós-graduado em Educação Musical pela Faculdade Paulista de Artes e diplomado em flauta transversal pelo Conservatório de Tatuí, atua intensamente nas áreas artística e pedagógica. Durante 20 anos integrou a Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí. Como solista, destacam-se as execuções dos concertos de Jacques Ibert, Khachaturian e Frigyes Hidas, sob regência dos maestros Daniel Havens (EUA/BRA), Felix Hauswirth (Suíça) e João Maurício Galindo (BRA). Desde 2010 coordena o Encontro Internacional de Madeiras de Orquestra do Conservatório de Tatuí. Em 2015, atuou como solista na Sala São Paulo frente à Banda Sinfônica do Estado de São Paulo sob regência do maestro norte americano Shaw Smith.
Quarteto Sax Brasil
Outra atração especial a integrar a IV Semana de Música de Câmara é o Quarteto de Saxofones SaxBrasil. O grupo apresenta, na segunda-feira, dia 5 de dezembro, às 19h, obras de A. Carlos Gomes (Sonata em Ré, em quatro movimentos), Eugène Bozza (Andante Et Scherzo), Philip Glass (Saxophone Quartet).

O quarteto é formado por Rafael Migliani (saxofone soprano), Maikel Morelli (saxofone alto), Jonathas Cordeiro (saxofone tenor) e Giancarlo Medeiros (saxofone barítono). Fundado em 2009, o quarteto de saxofones SaxBrasil tem como objetivo difundir o saxofone clássico e a música brasileira através da pesquisa, da encomenda de novas obras, da realização de transcrições de obras de compositores brasileiros e da interpretação do repertório tradicional. O grupo também tem como um dos seus objetivos, contribuir para a integração cultural e musical dos países da América Latina.
Em 2009 o grupo conquistou o primeiro lugar na 28ª edição do “Concurso Latino Americano Rosa Mística” na categoria “Música de Câmara” e desde então, tem atuado como solista frente a importantes grupos do Estado de São Paulo. O grupo tem apresentado recitais em diversas cidades do Estado de São Paulo, direcionando o seu trabalho para a formação de plateia através da interpretação repertórios acessíveis e cativantes, sempre mantendo um alto nível técnico e musical.
Em 2012 apresentou recitais totalmente compostos por obras de importantes compositores brasileiros no “1º Encuentro Internacional de Cuartetos de Saxofones de Montevideo – Uruguay”, “1º Festival de Saxofone Clássico em São Paulo”, “5º Encontro Internacional de Saxofonistas do Conservatório de Tatuí” e “1º Encuentro Internacional de Saxofonistas” em La Pampa – Argentina.
Em 2013 foi responsável pela elaboração, produção e execução do projeto “Música para Todos”, que foi aprovado para receber o patrocínio da Secretaria da Cultura da cidade de Sorocaba através da Lei de Incentivo à Cultura municipal, levando apresentações de música instrumental brasileira a diferentes bairros da cidade, facilitando e democratizando o acesso à cultura musical brasileira. No mesmo ano, participou do “XII Encuentro Universitário Internacional de Saxofón”, realizado no México, apresentando-se no encerramento do evento.
Em 2014, obteve a aprovação e executou o projeto “Viagem musical pelas Américas”, levando musica instrumental a aproximadamente 3000 crianças, com o patrocínio da Secretaria da Cultura da Cidade de Sorocaba.
Em 2015, ainda com o patrocínio da Secretaria da Cultura da Cidade de Sorocaba, realizou o projeto “Conhecendo Villa-Lobos a bordo do seu trenzinho”, dedicado às crianças da rede municipal de ensino.
Tubass
Já na terça-feira, dia 6 de dezembro, às 19h, a atração é o Quinteto Tubass. Nascido da união de cinco grandes amigos, integrantes da classe de tuba do professor Luciano Vaz, o Quinteto TuBass vem desde 2012 realizando intenso trabalho de experimentação de repertório, buscando trazer obras de reconhecimento público para a sonoridade da tuba. Obras de todos os períodos da música erudita se misturam com músicas de cunho popular, formando assim uma mistura eclética de arranjos criados pelo e para o próprio grupo.
Composto por músicos com larga experiência profissional, ocupantes de cadeiras em diversos grupos sinfônicos do Estado de São Paulo, o Quinteto TuBass tem atuado em grandes eventos, com destaque para o IV e o V Encontro Internacional de Metais do Conservatório de Tatuí. Vem também se apresentando com frequência nas Semanas de Música de Câmara da mesma instituição, tendo alcançado as finais do Prêmio Incentivo à Música de Câmara no seu ano de estreia.
O grupo busca o compromisso de popularizar e difundir a tuba como veículo musical, mostrando todas as suas possibilidades, da expressividade ao virtuosismo. Integrado pelos tubistas Alessandro Ramos, Camilo Alcantara, Daniel Satler, Ricardo Souza e Taís Nascimento, o quinteto realiza também atividades pedagógicas, visando a estimular o desenvolvimento do instrumento e criação de novos grupos com a mesma formação.
No recital, será apresentado repertório variado com obras arranjadas por Camilo Alcantara, como Little Fugue in Gm (de Johan Sebastian Bach/ Chuck Wilson), O Barbeiro de Sevilha (de Gioacchino Rossini), Adiós Nonino e Inverno Portenho (de Astor Piozzolla), Can Can – Gallop from ”Overture to Orpheus in the Underworld” (de Jacques Offenbach), Power (de John Stevens) e Smoke on the Water, da banda Deep Purple (composta por Richie Blackmore, Ian Gillan, Roger Glover, Jon Lord e Ian Paice).
Junção Low 
A série de recitais é encerrada às 19h da quinta-feira, dia 7 de dezembro, com apresentação do grupo Junção Low, grupo criado em 2013 sob a orientação do professor Luciano Vaz e que vem tentando mostrar a versatilidade de uma formação não tão convencional no cenário brasileiro.
O grupo se apresenta em concursos internos e edições da Semana de Música de Câmara do Conservatório de Tatuí e integrou os recitais dos melhores grupos de 2015 e 2016. Recentemente, fez gravações com a TVR Sorocaba e no SESC Rondonópolis.
Para o recital, o Junção Low, que é formado por Andressa Luz e Lucas Belloni (eufônio), Daniel Satler e Marcel Montini (tuba ) e Washington Oliveira (percussão), selecionou obras como Rise of Firebird (Steven Reineke, adaptada por Daniel Satler), Old Legend (Etienne Crausaz), Benediction (John Stevens), Just a Close Walk (arranjo de Mike Forbes), Take Five (Paul Desmond, com arranjo de Mike Forbes), Diversions (de John Stevens, em cinco movimentos), Como uma Milonga/Vanera e Como um Choro/Maxixe (de Fernando Deddos) e Tritsch Tratsch Polka (de Johann Strauss).

Apoio Cultural – No ano de 2016, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

SERVIÇO
IV Semana de Música de Câmara do Conservatório de Tatuí
Quando: 1º a 7 de dezembro, vários horários
Local: Salão Villa-Lobos – Rua São Bento, 415
Informações: (15) 3205-8444 ou www.conservatoriodetatui.org.brGrátis!

Nenhum comentário:

Postar um comentário