Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Morte de ex-professor do Conservatório de Tatuí é investigada

Carlos Ribeiro foi achado morto na casa com marcas de lesão, diz polícia.
Ex-professor tinha 51 anos e trabalhou no Conservatório de Tatuí.


Do G1 Itapetininga e Região

A Polícia Civil investiga a morte do ex-professor de artes cênicas do Conservatório de Tatuí, Carlos Ribeiro, de 51 anos, que foi encontrado morto nesta terça-feira (30) no interior de sua casa, na Vila Doutor Laurindo, em Tatuí.

De acordo com o boletim de ocorrência, Carlos foi encontrado pelo próprio pai. Uma equipe de Resgate foi acionada, constatou que a vítima tinha uma lesão corporal e acionou a Polícia Civil. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e submetido à autópsia, que apontará as causas da morte. O laudo deve sair nos próximos dias.

Ainda segundo a polícia, uma testemunha afirmou que a lesão foi após a vítima reagir a um roubo na cidade de São Paulo. Contudo, a perícia técnica vistoriou o cômodo da residência e o caso foi registrado na delegacia como morte suspeita.

Segundo o Conservatório de Tatuí, Carlos Ribeiro foi enterrado na quarta-feira (31).O instituição lamentou a morte do ex-funcionário que trabalhou 25 anos no local, entre os anos 1990 a 2015, através de nota enviada à TV TEM e G1. “No Conservatório (Carlos Ribeiro) exerceu as funções de coordenador e professor de interpretação, iluminação, ator e diretor de teatro, destacando-se a direção de espetáculos premiados em diversos festivais”, ressalta a nota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário