Boletim de informações COVID-19 n° 305 Tatuí, 27 de novembro de 2020, sexta-feira - 11h00h

3874 CASOS CONFIRMADOS VÍRUS SARS-COV-2
3709 PACIENTES RECUPERADOS
86 ÓBITOS CONFIRMADOS
79 INFECTADOS EM TRATAMENTO
27,14 MÉDIA MÓVEL INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Aumenta o número de menores apreendidos com drogas em Tatuí

Do G1- Um levantamento feito pela Guarda Civil Municipal de Tatuí aponta que aumentou o número de adolescentes apreendidos por tráfico de drogas em 2014. Em comparação ao ano passado, o acréscimo foi de aproximadamente 8%. Ainda de acordo com a GCM, os adolescentes estão presentes em 40% das ocorrências do tipo registradas na cidade. Das 248 pessoas detidas este ano no município, 96 eram menores.

De acordo com o diretor de segurança de Tatuí, Onofre Machado da Silva Junior, o aumento das ocorrências envolvendo menores deve-se ao aumento da atuação policial. "Não só vai continuar neste ritmo como a ideia é intensificar, para que possamos dar uma resposta maior e tentar inibir esses delitos ou ato infracionais cometidos pelos jovens."

A Guarda também divulgou o número de apreensões de drogas. O volume de também cresceu. No caso da maconha, a quantidade apreendida entre janeiro a setembro aumentou 800% em relação ao ano passado. Já são 25 quilos nestes nove meses. A apreensão de cocaína também aumentou: de 1,2 kg para 3,6 Kg.

Conforme mostra reportagem exibida nesta quinta-feira (25) pela TV TEM, as abordagens são constantes. A equipe de jornalismo acompanhou uma operação. Na Rua Onze de Agosto, no bairro Valinhos, uma das principais da cidade, dois jovens foram abordados. Eles estavam em um ponto que, segundo a polícia, é frequentado por traficantes e usuários de drogas. Ao perceberam a aproximação dos agentes, os rapazes tentam disfarçar, mas são abordados. Um é maior tem 18 anos e o outro menor, de 16 anos, e já tem passagem por tráfico. Com eles os guardas encontraram uma quantia em dinheiro. Fizeram buscas em um terreno baldio para tentar localizar drogas escondidas. Depois da revista eles foram liberados.

O guarda municipal Victor Fernando Coelho afirma que durante o patrulhamento da guarda há muitas abordagens de menores. "É de rotina, principalmente quando eles se esquivam, quando estamos fazendo ronda de um lado da rua e eles atravessam tentando disfarçar", diz.

Para a conselheira tutelar Fabiana Cristina os jovens que se envolvem com o tráfico de drogas geralmente tem problemas na família. Às vezes são de baixa renda e acabam deixando a vida escolar. “É complicado muitas vezes a gente falar de um modo geral, porque existem sim pais bem próximos dos filhos, que se preocupam, que correm atrás da vaga escolar, se está matando aula. Mas há também os pais negligentes nesta parte, e nessa ocasião, com o adolescente tendo o livre arbítrio fica exposto à droga, ao maior que apresenta drogas para ele", afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE