Nosso Jornal Online

Tatuí, 


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Rapaz é preso após atropelar a ex e outras cinco pessoas em Guareí; duas morreram

Vítimas estavam no acostamento de rodovia. Jeremias Gustavo da Marra, de 23 anos, irá responder por tentativa de feminicídio, homicídio doloso e lesão corporal.

Eduardo Andrade morreu no local do acidente; Camila Santos morreu no hospital de Itapetininga — Foto: Reprodução/Facebook

Por G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

03/02/2019 | Um rapaz de 23 anos foi preso em flagrante, na madrugada deste domingo (3), após atropelar seis pessoas e matar duas delas na altura do quilômetro 40 da Rodovia Aristides da Costa Barros, em Guareí.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária, Jeremias Gustavo Marra atropelou primeiro a ex-mulher, Sulamita Camargo, de 26 anos. Os dois foram casados por quatro anos, mas há pouco mais de 1 ano estavam separados, ainda segundo informações da Polícia Rodoviária.

Depois de atingir a ex-companheira, Jeremias atropelou outras cinco pessoas, sendo um homem e quatro mulheres. A Polícia Rodoviária informou que as outras vítimas não estavam junto com Sulamita no momento do acidente. Todos estavam no acostamento da rodovia, onde próximo funciona um bar.

A ex-companheira do suspeito foi socorrida e levada ao pronto-socorro de Guareí com pequenas fraturas, mas já teve alta médica. Já o homem atingido pelo carro, Eduardo Corrêa de Andrade, de 28 anos, morreu ainda no local do acidente. Entre as mulheres atingidas, Camila Santos Cardoso, de 22 anos, foi socorrida e levada ao Hospital Leo Orsi Bernades, em Itapetininga, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade.

Já Valéria Aparecida Andrade e Samara Pedroso de Andrade seguem internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do mesmo hospital em Itapetininga. O estado de saúde delas é considerado regular. A outra mulher atingida, Talita Furtado Ferreira, está grávida, mas o acidente não afetou o bebê, segundo informou a polícia. Ela passou por atendimento no pronto-socorro de Guareí, mas já foi liberada.

O carro que Jeremias dirigia foi recolhido e levado pra delegacia. Segundo a polícia, os pneus estavam carecas, a lataria amassada e o para-brisa trincado. Um boletim de ocorrência foi registrado por homicídio doloso (quando há intenção de matar), tentativa de feminicídio, lesão corporal e falta de habilitação. Jeremias deveria passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (4) no Fórum de Porangaba (SP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário