Nosso Jornal Online

Tatuí, 


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Justiça condena presidente da Câmara de Iperó por ser 'funcionário fantasma'

Segundo o juiz Kenichi Koyama, Luís Fernando de Paula Leite (MDB) não teria exercido as atividades do cargo. Vereador disse que irá recorrer da decisão.

Presidente da Câmara de Iperó, Luís Fernando de Paula Leite — Foto: TV Câmara
Por G1 Sorocaba e Jundiaí, com edição do DT

26/02/2019 | O presidente da Câmara dos Vereadores de Iperó, Luís Fernando de Paula Leite (MDB), foi condenado por ser "funcionário fantasma" da Assembleia Legislativa de São Paulo, em decisão da 11ª Vara da Fazenda Pública da capital. A decisão ainda cabe recurso.

Segundo a decisão do juiz Kenichi Koyama, o réu, conhecido na cidade como Fernando Daki, terá que devolver aos cofres públicos, acrescidos os juros, todo o dinheiro recebido de junho de 2015 a março de 2016. Esse valor ainda será calculado.

Durante a sessão na Câmara na noite desta terça-feira (26), outro vereador mencionou que, quando Luís Fernando era agente de segurança parlamentar, não teria exercido as atividades do cargo e estaria viajando com a família enquanto deveria cumprir as horas de trabalho.

Por meio de nota, o vereador disse que está surpreso com a decisão da Justiça e ainda negou todas as acusações. Ele garantiu que, na época mencionada, desempenhou normalmente a sua função junto a Assembleia Legislativa e que, em momento algum, recebeu qualquer valor indevido.

Luís Fernando frisa que a decisão judicial determinou a devolução de valores, sem qualquer outra implicação em perda de função pública. Além disso, ele irá recorrer da decisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário