Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Ong Brasil Cultural é premiada e põe Tatuí na rede nacional do programa Cultura Viva

A Associação Brasil Cultural criada em 2009 em Tatuí pelo músico e pesquisador Paulo Flores foi contemplada no Processo de Seleção 2018 da Política Nacional de Cultura Viva do Ministério da Cultura, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, tornando-se Ponto de Cultura e colocando Tatuí no mapa cultural nacional de Cultura Viva, com seu Projeto Músicos sem Fronteiras (www.brasilinstrumental.com) fazendo 84 pontos dos 100 possíveis. 

A ABC foi criada com base nas ações de seus sócios desde 2000 com a idealização de projetos como Festival Brasil Instrumental, Mostra Brasil Instrumental, Festival Espaço Cooperativa, Projeto Benê, o Flautista, Oficina Documentário Benê, Exposição Temática Benê, Projeto Pixinga, o Arranjador, Banda Brasil Instrumental, Oficinas de Resgate de Bandas no Interior etc. 

Desde sua fundação, a ABC já acumula vários prêmios como 4 edições do Festival Brasil Instrumental, pelo ProAC, com parceria da Unicamp, o duo Paulo Flores e Laércio de Freitas em turnê de seis shows pelo estado de São Paulo, ProAC, Projeto Edmundo Villani Opus 80 Programa Petrobras Cultural (idealizado por Karin Fernandes), Janelas Contemporâneas, Arte e Inclusão Social, Minc Pronac, Festival Brasil Instrumental, Minc Pronac, Duo Flores e Freitas, Minc Pronac, Publicação de Conteúdo Cultural, ProAC entre muitos outros projetos culturais que vem realizando pelo país. 

O Projeto Músicos sem Fronteiras foi idealizado por Flores através das suas experiências como líder e criador do Jazz Combo do Conservatório de Tatuí com apresentações constantes em escolas públicas, asilos e APAES de Tatuí e região, ampliando seu conceito dentro do Circuito Brasil Instrumental 2017, como diretor da Escola de Música de Ourinhos e com sua premiação para 2018 pelo ProAC com o projeto Análise e Improvisação Musical Online, que cria uma plataforma EAD de ensino musical. 

Somando todas essas ações, chegou-se através da ABC na concepção do Projeto Músicos sem Fronteiras Online, que busca viabilizar, estruturar, acrescentar e gerir o anseio popular ao acesso às mais variadas formas de manifestações musicais tanto na esfera instrumental quanto vocal, nos universos amplos dos estilos, popular, erudito, folclórico, étnico etc. 

As atividades serão democratizadas com o interesse na formação bem como na informação, num apresentar lúdico da música onde tocar também se aplica ao lazer possível que deverá ser implantado em bairros e áreas rurais, atendendo crianças, adolescentes, adultos e a terceira idade. O objetivo é cadastrar profissionais da música para treinamento e capacitação através de oficinas presenciais em cada município interessado para implantação do Projeto Músicos sem Fronteiras Online. 

Uma equipe de músicos renomados coordenados pelo idealizador do projeto Paulo Flores trabalhará por três dias com formações de grupos de professores e alunos inscritos, provenientes de qualquer estética, podendo estar em qualquer nível técnico para o desenvolvimento do aprendizado e da prática musical. Assim, de maneira prática e criativa, será introduzida e demonstrada a forma de utilização da plataforma EAD musical, que poderá suprir a carência criada pela lacuna da educação musical presencial, que nesses dez anos de aprovação da lei não conseguiu ser implantada. 

A plataforma apoia as manifestações locais e investe no desenvolvimento da mão de obra local, respeitando dessa forma as realidades dos universos visitados. Para cada localidade será desenvolvido um projeto de utilização da plataforma, de acordo com suas características socioculturais e técnicas. “O plano é implantá-lo em Tatuí neste ano de 2019 como exemplo para o país, já que também foi apresentado à Funarte”, afirma o idealizador e presidente da ABC, Paulo Flores. 


Associação Brasil Cultural 

A Associação Brasil Cultural foi criada com base em ações culturais realizadas por seus sócios enquanto pessoas físicas desde 2000, como Festival Brasil Instrumental, Mostra Brasil Instrumental, Festival Espaço Cooperativa, Projeto Benê, o Flautista, Oficina Documentário Benê, Exposição Temática Benê, Projeto Pixinga, o Arranjador, Banda Brasil Instrumental, Oficinas de Resgate de Bandas no Interior etc. Sua criação visa a ampliação e captação de recursos para projetos e ações culturais no âmbito da promoção da cultura brasileira por meio de incentivo as manifestações artísticas, especialmente do gênero musical instrumental, assim como a promoção da educação artística e musical, a pesquisa, o levantamento e o desenvolvimento de material pedagógico musical. Constituída como pessoa jurídica se propõe à execução direta de projetos, programas ou planos de ações, convênios, contratos ou outros instrumentos jurídicos, doação de recursos físicos, humanos e financeiros, ou prestação de serviços a outras organizações sem fins lucrativos e a órgãos do setor público que atuem em áreas afins. Desde 2009 mantém dentro e fora de sua sede em Tatuí, Chalé das Artes, ações culturais e filantrópicas por toda a região.

2000 - I Festival MPB Instrumental - Tatuí - 20 shows e 40 workshops

2001 - Criação do site www.brasilinstrumental.com.br

2002 - II Festival MPB-Brasil Instrumental - Tatuí - 20 shows e 40 worshops; 10 shows TV Cultura - Jazz e Cia)
2003 - III Brasil Instrumental 8 shows e 20 workshops; I Mostra Brasil Instrumental; Banda Brasil Instrumental resgata Moacir Santos (Show TV Cultura)

2004 - IV Brasil Instrumental II Mostra Brasil Instrumental; Banda Brasil Instrumental e Dori Caymmi; Lançamento do CD I Mostra; Projeto Benê, O Flautista selecionado no PPC - Programa Petrobrás Cultural

2005 - V Brasil Instrumental III Mostra Brasil Instrumental; Banda Brasil Instrumental resgata Radamés Gnattali; Lançamento CD II Mostra.

2006 - VI Brasil Instrumental; IV Mostra BI; BBI resgata Jobim Instrumental; Lançamento CD III Mostra BI;

2007 - VII Brasil Instrumental V Mostra BI; BBI e Mto Branco; Lançamento CD IV; Mostra BI; Lançamento Projeto Benê, O Flautista; Início das exposições temáticas, workshops e shows do Projeto Benê (Presidente Epitácio, Tatuí, Americana, Porto Feliz); I Festival Espaço Cooperativa - Tatuí

2008 - VIII Brasil Instrumental (editais nacionais); VI Mostra BI; Banda BBI resgata Pixinga, o Arranjador; Lançamento CD V Mostra BI; Exposições, Shows, workshops Benê (São Carlos, Ourinhos, Macaé), II Festival Espaço Cooperativa Tatuí - circuito Pixinga, o Arranjador  (Tatuí, Chavantes, Botucatu e Marília)

2009 - Workshop e expo Benê, Araraquara; Oficina Bandas (Ourinhos); Circuito Pequena História da MPB (Tatuí, Serra Negra, Botucatu, Ourinhos, Presidente Prudente, Lençóis Paulista, Mogi Mirim, Estiva Gerbi, São Paulo, Campinas); IX Brasil Instrumental selecionado no ProAC Festivais.

2010 - Gravação DVD Pixinga, o Arranjador; IX Festival Brasil Instrumental – Unicamp – Campinas, de 25/07 a 01/08 - PPC 2010 projeto Edmundo Villani Cortes, Opus 80.

2011 – Oficina de Composição e Arranjo Prático – XI Festival de Música de Ourinhos.

2011 - Duo Paulo Flores e Laércio de Freitas – ProAc Circulação.

2012 – ProAC Festivais de Artes X Brasil Instrumental.

2014/15 – Pronac 148849 – Janelas Contemporâneas – MAC Pernambuco/Tatuí SP.

2016/17 - ProAC Festivais de Artes Circuito Brasil Instrumental 2017.

2017 - ProAC Publicação de Conteúdo Cultural – Análise e Improvisação Musical Online.

2018 - Prêmio Pontos de Cultura – Projeto Músicos sem Fronteiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário