Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Tatuí busca implantação de universidade pública virtual

Prefeitos, secretários e vereadores de 25 municípios apresentaram carta de intenção para ter a universidade.

Autoridades de 25 municípios estiveram no dia 17 último no escritório regional do deputado estadual Chico Sardelli (PV) entregando uma carta de intenção ao diretor administrativo da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), Ricardo Bocalon, para que a cidade seja um polo da instituição. Os cursos de graduação oferecidos gratuitamente são pedagogia, licenciatura em matemática, engenharia de produção e engenharia da computação. Para o próximo ano também serão implantados os cursos de tecnologia em gestão pública e tecnologia em jogos virtuais. De Tatuí estiveram presentes os vereadores Daniel Rezende, João Éder Miguel e Jairo Martins, do PV. 

Além de Tatuí, os municípios que demonstraram interesse em ter a universidade pública virtual foram Americana, Santa Bárbara d´Oeste, Nova Odessa, Hortolândia, Sumaré, Limeira, Artur Nogueira, Cosmópolis, Iracemápolis, Cordeirópolis, Leme, Rio Claro, Rio das Pedras, Cerquilho, Tietê, Iperó, Araçoiaba da Serra, Conchas, Charqueada, São Pedro, Jaguariúna, Casa Branca, Santa Cruz das Palmeiras e Espírito Santo do Pinhal.

Ricardo Bocalon agradeceu a iniciativa do deputado em reunir os municípios da região para receber a carta de intenção e esclarecer as dúvidas dos gestores públicos. A contrapartida da Prefeitura é oferecer sala de aula com 50 computadores, ou duas salas com 25 computadores cada, e um professor efetivo para coordenar o polo.

Os professores dos cursos são da USP, Unicamp, Unesp e Centro Paula Souza. São oferecidas 50 vagas para cada curso, com aulas presenciais a cada 15 dias. Mas o polo funciona de segunda à sexta-feira, no período noturno, para que os alunos possam estudar, fazer pesquisas e exercícios, caso não tenham condições de fazer em casa.

“Meu papel como deputado é diminuir a distância entre o governo e as cidades. Hoje trazemos uma boa notícia para os prefeitos, vereadores e secretários municipais, que é a possibilidade de ter uma universidade gratuita, com baixo custo, pois é o governo quem mantém todo o funcionamento. Os alunos também só pagam a taxa para prestar o vestibular e a realização do curso de graduação, de alto nível e qualidade, é totalmente gratuita”, comentou Sardelli.

O prefeito de Santa Bárbara d´Oeste, Denis Andia, também ressaltou o empenho do deputado em promover esse encontro com os municípios com a presença do diretor da Univesp. “O Chico tem um espírito vocacionado para a vida pública, trazendo esse processo para todos nós, sem que nós tivéssemos pedido ou esperássemos. Isso é a tradução do verdadeiro homem público que busca detectar nas comunidades aquilo que elas necessitam. Nesses tempos tão difíceis que passamos, ter uma oportunidade e novidade como essa é algo único, que temos que aproveitar. Agradeço também ao Ricardo Bocalon, ao vice-governador Márcio França, que é o grande articulador desse projeto e a expansão da Univesp, ao governador Geraldo Alckmin por olhar para interior”.

O plano do governo é levar a universidade pública para os municípios menores, abrindo mais 100 polos em 2018. O chamamento público para as cidades confirmarem seu interesse deve acontecer no início de outubro. O próximo vestibular será em janeiro, para início das aulas em fevereiro. “Esse projeto do governo do Estado é inovador e vai revolucionar a história do ensino superior no Brasil. Acabamos de gerar mais 16 mil vagas, começando agora em agosto, e para 2018 serão 30 mil vagas e mais 15 mil vagas no segundo semestre, somando mais de 60 mil vagas”, completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário