Boletim de informações COVID-19 n° 119 Tatuí, 26 de maio de 2020 - 11h

26 SUSPEITOS
2 ÓBITOS SUSPEITOS
106 CONFIRMADOS
77 RECUPERADOS
8 ÓBITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Tatuí inaugura nova sede para Assistência Farmacêutica

Prédio localizado na Avenida Salles Gomes oferece melhores instalações e comodidade

A Prefeitura de Tatuí, através da Secretaria Municipal de Saúde, acaba de inaugurar uma nova sede para o setor de assistência farmacêutica. O novo prédio, amplo, bem localizado e como novas acomodações, fica na Avenida Salles Gomes, 163 - Centro. A unidade é responsável pela distribuição de medicamentos, prestando suporte às 16 unidades básicas de saúde, Pronto Socorro, Samu, Casa do Adolescente e Saúde Mental. Além dos remédios, fornece também materiais médico-hospitalares. A inauguração aconteceu na quarta-feira, 17.

O número de medicamentos oferecidos gratuitamente todo mês varia de acordo com a demanda. Os programas de componentes especializados, tratamento de doenças crônicas ou raras são atendidos mensalmente 1.800 pessoas. Já a liberação de insulina importada chega hoje a 350 pacientes cadastrados.

O farmacêutico Adriano Vila Nova lembrou que a nova estrutura facilitará o trabalho dos profissionais do setor. “É um espaço mais amplo, com localização mais fácil e ainda tem estacionamento. Além disso, o almoxarifado é melhor ajustado, com as adequações sanitárias que são necessárias”, explicou.

O vereador Marcos Antônio de Abreu, que é farmacêutico também elogiou a iniciativa. “Trabalhei na assistência farmacêutica durante 10 anos e esse novo prédio é a realização de um sonho”, comemorou.

Durante sete anos, a assistência farmacêutica esteve anexa à sede da Secretaria da Saúde, em um espaço inadequado para estocagem de medicamentos. Muitos remédios chegaram a estragar devido a umidade, infiltrações e goteiras. O armazenamento também era difícil. “Era todo muito complicado, chegava mercadoria e era preciso subir escada, rampa. Não havia acessibilidade, nem mesmo uma logística de distribuição e atendimento”, argumenta o coordenador da assistência farmacêutica, farmacêutico Guilherme Orsi.

O atendimento também foi sistematizado. O paciente chega e é logo atendido pelo farmacêutico que confere a guia e o cadastro. Em poucos minutos a pessoa sai do local, com o remédio em mãos. A cuidadora de idosos, Ana Lúcia de Souza Moreira, contabiliza os resultados. “Só um remédio desses custa R$ 250 a caixa. Juntando os outros medicamentos eu gastaria mais ou menos R$ 1.000 todo mês. O novo endereço tem mais espaço e o atendimento melhorou”, argumenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário