PUBLICIDADE

Boletim de informações COVID-19 n° 189 Tatuí, 03 de agosto de 2020 - 11h

1197 CONFIRMADOS
1135 RECUPERADOS
38 ÓBITOS
74 SUSPEITOS
12 HOSPITALIZADOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí apresenta ‘Pastoral’, de Beethoven, dia 2

Sinfonia nº 6 descreve sensação experimentada em ambientes rurais

A Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí apresenta-se na próxima quinta-feira, dia 2, às 20h30, no Teatro Procópio Ferreira, em Tatuí. O concerto tem regência de João Maurício Galindo e ingressos vendidos a R$ 12 (R$ 6 idosos, estudantes e aposentados), à Rua São Bento, 415.

O concerto que abre as apresentações artísticas do mês de maio é composto por duas obras: “O Corsário”, de H. Berlioz, e “Sinfonia nº 6 – Pastoral”, de L. van Beethoven. A obra de Beethoven é o ponto alto do concerto. Com cinco movimentos diferentes, ela descreve a sensação em ambientes rurais. [Foto: Kazuo Watanabe / Divulgação / Conservatório de Tatuí]
A obra “Pastoral” é iniciada com o “despertar de sentimentos alegres diante da chegada ao campo”, passando por sensações à beira de um riacho e dança campestre. Em seguida, descreve uma “tempestade” e termina com um hino de ação de graças dos pastores, após a chuva. A composição é uma das mais conhecidas da fase romântica do compositor alemão e, além de ser reconhecida por sua importância ao repertório sinfônico, serviu de trilha sonora para filmes – entre eles, a animação de Walt Disney, produzida em 1940 e denominada “Fantasia”.

A outra composição que integra o concerto, “O Corsário”, é uma das sete aberturas de concertos de Berlioz. Conta-se que o compositor francês passava férias em Nice, em 1844, quando compôs esta abertura para orquestra. Com o título "La Tour de Nice", teve estreia em janeiro de 1845 no Olympique Cirque, Paris, sob regência do próprio Berlioz. Ele depois revisou a obra e, em 1852, a publicou com o título definitivo "O Corsário". Brilhante em sua escrita para as cordas, a abertura tem a típica vitalidade exuberante de Berlioz, e é uma de suas obras mais conhecidas e populares.

A Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí é um dos grupos pedagógico-artísticos da instituição. Regida por João Maurício Galindo há três anos, é um dos mais ativos grupos da instituição. Neste mês de maio, além do concerto da próxima quinta-feira, o grupo fará a apresentação da obra “Carmina Burana”, de Carl Orff, ao lado do Coro Sinfônico do Conservatório de Tatuí, no dia 29. O mesmo programa, depois de apresentado no Teatro Procópio Ferreira, será reapresentado na Sala São Paulo, por meio da série de concertos “Tucca – Música pela Cura”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE