Nosso Jornal Online

Tatuí, 


terça-feira, 4 de junho de 2019

Museu recebe nesta quinta a exposição Douceur Illustrée, de Débora Holtz

Exposição foi idealizada com o intuito de salvaguardar a importância do título de Terra dos Doces Caseiros, atribuído a Tatuí.

Exposição antecede a tradicional Feira do Doce 


O Museu Histórico Paulo Setúbal realizará, nesta quinta-feira (06/06), às 19h, em parceria com a Unimed, e com o apoio cultural da Associação dos Produtores de Doces de Tatuí (Aprodoce), a abertura da exposição fotográfica "Douceur Illustrée" (Doçura Ilustrada), de Débora Holtz.

A exposição antecede a tradicional Feira do Doce, e foi idealizada com o intuito de salvaguardar a importância do título de Terra dos Doces Caseiros, atribuído a Tatuí. Os doces caseiros do município se tornaram referência por volta de 1952, quando Dona Belarmina de Campos Oliveira passou a fazê-los em sua residência, utilizando uma modesta cozinha.

Com a ideia de aproveitar as frutas mais comuns, transformando-as em gostosas sobremesas, a produção foi crescendo gradualmente, e passaram a surgir solicitação de encomendas de diversas partes de Tatuí e região. Eram encomendas para festas de batizados, casamentos e aniversários, e foi dessa maneira que, sem o uso de ingredientes químicos, aproveitando apenas as frutas de consumo popular, ficaram famosas as caixinhas de doce ABC (abóbora, batata e cidra).

O mesmo aconteceu com os "pingos doces", que passaram a ser procurados por pessoas vindas de diversas cidades da região, e até mesmo da capital paulista e de outros estados. Dona Belarmina passou a ser conhecida como a "pioneira do doce caseiro".

A consolidação da tradição dos doces caseiros fez com que a exposição se materializasse, visto a necessidade que a fotógrafa sentiu de registrar imagens dos doces que seriam expostos pelos doceiros participantes da Feira do Doce de Tatuí em 2017, e que foram utilizados, em sua grande parte, para a divulgação do evento.

Desde então, Débora Holtz passou a visitar os produtores de doces que iriam participar da Feira, e sabendo que o resultado de seu trabalho poderia ser melhor, a fotógrafa decidiu pesquisar e estudar sobre fotografia de alimentos, vindo a se especializar no assunto.

Posteriormente, Débora deu início ao projeto "Douceur Illustrée" (Doçura Ilustrada), que consiste em fotografias de doces, inspirando-se em fotografias de alimentos de fotógrafos europeus, principalmente franceses, cujos trabalhos fotográficos são bastante famosos e a fabricação de doces é delicada. A fotógrafa montou um estúdio para fazer composições particulares para cada doce, montando cenários com louças, talheres e flores. Com o sucesso do projeto, Débora Holtz foi convidada a realizar uma exposição de seu trabalho no Museu Histórico "Paulo Setúbal".

A exposição permanecerá aberta até o dia 21 de julho, e pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. O Museu Histórico "Paulo Setúbal" está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações podem ser obtidas no Setor de Agendamento, pelo telefone (15) 3251-4969, ou pelo e-mail museupaulosetubal@tatui.sp.gov.br.

A fotógrafa - Débora Holtz é natural de Sorocaba, e mudou-se para Tatuí ainda criança. Apaixonada por fotografia, iniciou seus estudos na área em 2012, no Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (Ceunsp). Especializou-se em fotografia newborn (fotografias de recém-nascidos), experiência que lhe proporcionou ótimos resultados.

Em 2015, foi nomeada fotógrafa da Prefeitura de Tatuí, cobrindo eventos importantes da cidade, tendo permanecido no cargo até 2018. Neste período, Débora participou de diversos workshops, entre eles o "De Comer com os Olhos", que despertou o interesse da fotógrafa pela área gastronômica.

Atualmente, Débora Holtz segue carreira autônoma, realizando trabalhos autorais para diversos seguimentos. Suas fotografias estão disponíveis em plataformas digitais, como Instagram e Facebook.

Nenhum comentário:

Postar um comentário