Nosso Jornal Online

Tatuí, 


quinta-feira, 13 de junho de 2019

Bióloga de Boituva explica sobre relacionamento entre araras: 'Sem traição'

Bióloga Rossane do Amaral conta que as espécies de araras são monogâmicas, ou seja, tem apenas um parceiro durante a vida toda.

Por G1 Itapetininga e Região, com edição do DT

Bióloga de Boituva explica sobre relacionamento entre araras da mesma espécie — Foto: Thiago Vasconcelos/TV TEM

12/06/2019 | No Dia dos Namorados, a TV TEM mostra um exemplo de união e relacionamento duradouro. Para isso, a equipe de reportagem foi até o Parque Ecológico de Boituva para falar sobre o "namoro" das araras.

É que essas aves são consideradas eternas namoradas, pois elas são monogâmicas e, durante toda a vida, ficam ao lado do mesmo parceiro. "É sem traição, a melhor parte do relacionamento entre as aves", diz a bióloga Rossane Amaral.

Segundo Rossane, as próprias aves escolhem os parceiros que querem ter ao lado. “Não adianta tentar forçar o casal. No cativeiro você trabalha em bandos para reprodução, e eles escolhem o casal. Na natureza eles vivem em bando, então o procedimento é igual. A gente tenta recriar o habitat deles”, diz.

Além das araras, a bióloga explica que outras espécies também são monogâmicas, como por exemplo os cisnes. “Essas espécies que temos aqui escolhem [o parceiro] e ficam a vida inteira. São monogâmicos, romance total”, afirma.

Dia dos Namorados: Parque Ecológico em Boituva tem casais 'diferentes'

Nenhum comentário:

Postar um comentário