Nosso Jornal Online

Tatuí, 


terça-feira, 7 de agosto de 2018

Resistência é comemorada em novo álbum da Vintena Brasileira

Foto: Divulgação

Jornal GGN - 07/08/2018 - Como um símbolo de resistência cultural, a orquestra Vintena Brasileira se prepara para o show de lançamento do seu quarto álbum, (r)existir. Após dois anos longe dos palcos, o grupo com direção do maestro e pianista André Marques irá ocupar a Casa de Francisca, em São Paulo, nesta quarta-feira, 8 de agosto. O lançamento acontece a partir das 21h30.

O nome do novo trabalho, (r)existir foi escolhido para enfatizar a força do grupo, que se manteve firme ao desejo que deu vida à orquestra há 15 anos: valorizar a música instrumental brasileira, além de formar um público cada vez maior para o gênero. O novo CD gravado pela YB music e com gestão cultural da Doble Cultura, também conta com as participações de Arismar do Espírito Santo e Monica Salmaso.

A Vintena é marcada pela “Música Universal”, termo criado pelo maestro Hermeto Pascoal para definir a sua composição que mistura todos ritmos e linguagens em um gênero musical. Criada em 2003 para ser uma oficina de ritmos brasileiros, com músicos do Conservatório de Tatuí, atualmente a orquestra é formada por 21 integrantes de diferentes cidades.

O novo álbum apresenta uma mistura de clássicos e composições de André Marques. Entre as canções estão Capivara (Hermeto Pascoal), Vestido Longo (Arismar do Espírito Santo) e Ponta de Areia (Milton Nascimento e Fernando Brant). Já entre os títulos de André Marques, todos compostos a partir de uma extensa pesquisa sobre ritmos brasileiros, estão Lapa, Sinfoninha, Maxixinho, Pro Rayra, Ouro Preto, Cordoba e Ostinato Frevoroso.

Depois de dois anos longe dos holofotes, o novo álbum da orquestra e todo projeto foi viabilizado pelo Edital do Programa de Ação Cultural “Concurso de apoio a projetos de gravação de álbum inédito e apresentação de espetáculos de música popular instrumental no Estado de São Paulo”.

A Vintena Brasileira é conhecida por não se encaixar as orquestras tradicionais. Sua formação conta com violinos, violoncelos e flautas, mas também com guitarras elétricas, bandolim, viola caipira, percussão, entre outros instrumentos. Explorando a diversidade dos ritmos populares, o grupo passeia do folclore ao erudito, com improvisações do jazz americano. Os arranjos de André Marques ainda conta com a influência da música árabe, indiana e flamenca.

Sobre André Marques

Pianista, compositor e arranjador, o paulista André Marques faz parte do grupo de Hermeto Pascoal desde 1994. Com este grupo, participou de diversos Festivais de Jazz e teve sua atuação comentada em jornais como “The New York Times”(EUA) e “The Guardian”(Inglaterra). Fora o seu trabalho com Hermeto, André conta com 14 CDs gravados. É integrante do Trio Curupira e André Marques Sexteto, grupo que em 2017 lançou o álbum DiverCidades.

Músicos da Vintena Brasileira

Ana Malta (voz), André Grella (piano), Carla Raíza (viola), Digo Ferreira (guitarra), Dô de Carvalho (sax alto), Gui SIlveiras (guitarra e voz), Jackson Silva (baixo), João Casimiro (bateria), Jota P (sax tenor), Luiz Anthony (bandolim), Luiz Benedetti (guitarra), Marcelo Pereira (sax barítono), Marina Beraldo Bastos (flautim), Nido Fernandes (guitarra), Pedro Vercelino (tamborim, pandeiro, ganzá, agogô, mineiro), Rafael Gandolfo Scherk (violoncelo), Raphael Sampaio (trompete), Renato Pereira (violino), Samuel Gustinelli (sanfona), Wanessa Dourado (violino).

Serviço
Vintena Brasileira lança (r)existir 
Local: Casa de Francisca
Endereço: Rua Quintino Bocaiuva, 22 – Sé, São Paulo - SP 
Quando: quarta-feira, 8 de agosto, às 21h30
Ingresso: R$ 35
Mais informações: (11) 3052-0547

Nenhum comentário:

Postar um comentário