Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Três grupos do Conservatório de Tatuí se unem para apresentar “Os Saltimbancos”

Superprodução voltada ao público infantil estará em cartaz nos dias 6, 7 e 8 de julho


Três grupos do Conservatório de Tatuí participam da peça “Os Saltimbancos”, que estará em cartaz nos dias 6, 7 e 8 de julho no Teatro Procópio Ferreira. A superprodução voltada ao público infantil conta com a Orquestra de Cordas Infanto-Juvenil, o Coro Infantil e atores do Setor de Artes Cênicas. A série de três apresentações inicia sempre às 20h e tem entrada gratuita.

“Os Saltimbancos” tem autoria de Chico Buarque, que escreveu as letras com base em “Os Músicos de Bremen”, obra do folclore alemão criada pelos Irmãos Grimm. A música tem a assinatura de Luiz Enriquez e a apresentação em Tatuí conta com arranjos vocais de Júlio César de Figueiredo e arranjos para orquestra de Daniel Lazala e Guilherme Sparrapan.

A peça conta a história de quatro animais – um jumento, uma galinha, uma gata e um cachorro – interpretados pelos atores Rodrigo Cotrim, Tamires Carvalho, Tatiane Villega e Washington Domingues. Os personagens sofrem na fazenda em que vivem e resolvem fugir para a cidade, onde pretendem viver como músicos. “Os animais não chegam à cidade e a peça mostra o caminho percorrido por eles até chegar ao novo destino deles”, comenta Míriam Candido, regente do Coro Infantil.

A trajetória do quarteto é contata em 13 canções: “Bicharia”, “O Jumento”, “Um dia de cão”, “A Galinha”, “História de uma gata”, “A Cidade Ideal”, “Minha Canção”, “A Pousada do Bom Barão”, “A Batalha”, “Todos Juntos”, “Esconde-Esconde”, “Todos Juntos” e “Bicharia”.

O conjunto vocal, cujos integrantes também participam das cenas, começou a trabalhar com “Os Saltimbancos” em 2016, apresentando uma prévia de cinco músicas naquele ano e na 1ª Semana de Prática de Conjunto de 2017. Míriam Cândido e Eduardo Augusto, regente da Orquestra de Cordas Infanto-Juvenil, destacam que se trata de uma produção paralela dos dois grupos. “Ao mesmo tempo, os conjuntos se dedicaram a outros trabalhos”, comenta o maestro. “É um grande desafio, por se tratar de um repertório totalmente diferente do que é feito por essa orquestra. Naturalmente, os músicos também adotam uma expressão cênica”, acrescenta.

Coro Infantil
O Coro Infantil do Conservatório de Tatuí conta com cerca de 30 participantes, de 8 a 15 anos, alunos dos cursos de música clássica da instituição. Os ensaios ocorrem duas vezes por semana, quando são ministrados conteúdos de técnica vocal, leitura cantada, expressão corporal e repertório.

Em sua primeira fase, realizou diversas apresentações em cidades do Estado de São Paulo, tendo participado de eventos como o Festival de Inverno de Campos do Jordão. Desde 2010, ano em que foi reestruturado, apresentou o musical “Pássaros Brasileiros e a Saga de Zé Curió”, com obras folclóricas e populares, especialmente arranjadas por Ronaldo da Silva.

O Coro Infantil também apresenta repertório sacro e tradicional, com peças do período renascentista, barroco, clássico, romântico e contemporâneo. O grupo trabalha ainda com repertório negro spirituals, música pop brasileira, contemporânea erudita de compositores brasileiros, e música erudita estrangeira.

Dentre suas mais importantes apresentações estão as participações no 2º Encontro Nacional de Corais (2010); e, por duas vezes, na produção “Carmina Burana”, de Carl Orff, ao lado da Orquestra Sinfônica e Coro Sinfônico do Conservatório de Tatuí, na Sala São Paulo.



Orquestra de Cordas Infanto-Juvenil

A Orquestra de Cordas Infanto-juvenil do Conservatório de Tatuí conta com 50 integrantes, alunos a partir de 12 anos que frequentam os cursos da Área da escola, do 4º ao 6º semestres. A participação na Orquestra de Cordas Infanto-juvenil é uma disciplina obrigatória a todos esses alunos, como parte da formação e profissionalização dos instrumentistas.

Nos últimos anos, a orquestra tem participado de importantes eventos. Além das apresentações pedagógicas, que ocorrem a cada bimestre, no Conservatório, o grupo faz apresentações como o concerto apresentado no IV Encontro Internacional de Cordas do Conservatório de Tatuí (2011).

O grupo recebe solistas, aumentando a integração entre os diferentes instrumentos, como trompa, violão, harpa, entre outros. Dando ênfase ao aprendizado dos alunos-instrumentistas, o grupo trabalha repertório focado em métodos de formação de orquestra de câmara, além de repertório de diferentes períodos, desde o Renascimento até obras contemporâneas e música brasileira.



Setor de Artes Cênicas
Os cursos de artes cênicas passaram a ser oferecidos pelo Conservatório de Tatuí no ano de 1976, com o diretor teatral Moisés Miastkwosky. A primeira montagem, envolvendo alunos do curso de iniciação teatral, foi “Antígona”, de Sófocles. No ano seguinte, foi realizado um festival de âmbito municipal para incentivar a atividade teatral entre os estudantes da cidade e atrair alunos para o curso.

O curso tornou-se conhecido e reconhecido nacionalmente, firmando-se como um setor que atualmente oferece atividades cênicas em diferentes níveis, além de oficinas correlatas como iluminação, maquiagem e cenografia. Além das montagens, o Setor de Artes Cênicas sempre contou com seminários, ciclos de leituras dramáticas e palestras orientadas por atores, diretores e dramaturgos. Passaram pela instituição, nessa missão, nomes como os de Guscia Rothschild, Tatiana Belinky, João das Neves e Carlos Mecenes.

No ano de 1993, tendo à frente o ator e diretor Antonio Mendes, o setor contou com significativa expansão. O número de alunos saltou de 20 para 140. No mesmo ano foram criados os cursos de iniciação teatral para crianças, iniciação teatral para adultos e um núcleo teatral de crianças do projeto Alfa (projeto que atendia a crianças carentes do município, mantido com recursos municipais). O curso de formação de atores, que já existia dentro do Setor de Artes Cênicas, foi reestruturado.

No ano de 2008, o setor passou a ser coordenado pelo ator e diretor Carlos Ribeiro. Desde o ano de 2014, a coordenação da área está a cargo da atriz e diretora Fernanda Mendes.

Apoio Cultural – No ano de 2017, o Conservatório de Tatuí orgulha-se em receber apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário