Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE


sábado, 24 de junho de 2017

Polícia Civil prende em Santa Cruz do Rio Pardo suspeito de integrar quadrilha que agia em Tatuí

Quadrilha agia na cidade e também em Santa Cruz do Rio Pardo e Capão Bonito.

Cofre foi encontrado enterrado na residência onde o suspeito estava em Santa Cruz do Rio Pardo (Foto: Jornal Atual / Divulgação)

Por G1 Bauru e Marília

A Polícia Civil de Itapeva (SP) prendeu na sexta-feira (23) no bairro Graminha, em Santa Cruz do Rio Pardo (SP), um homem de 29 anos suspeito de integrar uma quadrilha que agia naquela cidade e também em Tatuí e Capão Bonito. A quadrilha é acusada de vários crimes.

Além do suspeito, os policiais também encontraram um cofre que havia sido roubado em uma pousada no centro de Santa Cruz do Rio Pardo no dia 27 de abril. Na ocasião, três criminosos invadiram o local e amarraram o proprietário de 82 anos e um funcionário. Eles levaram o cofre acreditando ter mais de R$ 120 mil.

Ao abrir o cofre, os criminosos encontraram R$ 600 e escrituras, que foram queimadas por eles. O cofre estava enterrado na chácara do bairro Graminha. O proprietário da chácara informou aos policiais que havia alugado a propriedade para o homem de 29 anos e que até notou que haviam enterrado algo no local, mas teria sido ameaçado e, por isso, não chamou a polícia.

Ainda na sexta-feira, a polícia efetuou buscas por uma mulher que seria integrante da quadrilha. Ela mora no bairro Divineia, em Santa Cruz, mas não foi encontrada.

Outros suspeitos Em Tatuí, os suspeitos foram presos há 20 dias, no jardim Santa Rita. Eles agiram no município e também em Capão Bonito, quando levaram dinheiro da tesouraria da prefeitura da cidade.

Em Itapeva, a quadrilha levou dinheiro de dois bares que ficam na zona rural. Segundo o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itapeva, Aulo Fernandes, a quadrilha tinha planos de roubar cargas de arroz de cerealistas da cidade e também caminhões de uma empresa de ração.

Todos os presos já tinham passagem pela polícia. Os suspeitos foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória de Capela do Alto (SP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário