Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Obras da ponte do Marapé chegam à fase final

Segundo o secretário de Obras Marco Rezende, a via deverá ser liberada em dois meses.
G1 Itapetininga e Região

As obras de reconstrução da ponte do bairro Marapé, em Tatuí chegaram à fase final, segundo o secretário de Obras Marco Rezende. A ponte, que caiu em 10 de março de 2016, começou a ser reformada em julho do ano passado e parou três meses depois, em outubro. Agora, o prazo para término da obra é para agosto, afirma a prefeitura. A via é um dos principais acessos da área central do município com a Rodovia Castello Branco (SP-280).

Obras de reconstrução da ponte do Marapé em Tatuí chega à fase final (Foto: Reprodução/TV TEM)

De acordo com Marco, a última etapa é de acabamento. “Essa fase de colocar as vigas em cima das colunas é uma fase de acabamento. Assim que colocar essas vigas, será feito uma concretagem em cima dela, ou seja, o tabuleiro estará estabilizado e pronto”, explica o secretário.

Ainda segundo Marco, essa fase deve durar de dois a três dias. Após o término, será necessário realizar obras ao entorno para a liberação do trecho. “Depois temos que fazer o reaterro na cabeceira da ponte, dos dois lados. Faremos drenagem, calçamento e pavimentação. Ou seja, a ponte vai ficar pronta, mas temos que fazer as obras do entorno para liberá-la. Se não chover, acredito que em dois meses o trecho seja liberado”, conclui o secretário.

Segundo o secretário de Obras Marco Rezende, após essa fase obras no entorno deverão ser realizadas para liberar a passagem pelo trecho (Foto: Reprodução/TV TEM)

Trânsito

Devido às obras, o trânsito na cidade teve pequenas alterações. A principal delas é na rua Alfredo Siano de Oliveira, pois quem sai dela e segue pela Avenida Pompeu Realli, pode virar apenas para a esquerda, sentido Rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127).

Segundo o secretário de Trânsito José Roberto Xavier da Silva, alguns trechos onde as máquinas vão passar devem ficar interditados nos próximos dias. “Aqueles que vão entrar em Tatuí pela Rodovia Antonio Romano Schincariol tem duas opções. A primeira é pela Avenida Pompeu Realli, onde os usuários devem pegar o trevo sentido Centro pela rua Alfredo Oliveira. E a segunda opção é um pouco mais longa, porém mais tranquila, que é pegar o acesso pela Rua Onze de Agosto. As duas levam ao Centro”, explica.

Ainda de acordo com o secretário José Roberto, para evitar acidentes, a Guarda Civil isolou o entorno da ponte e orientou os moradores que residem próximo a saírem das casas durante a última fase de obra. Uma equipe também orientará os motoristas e pedestres.

“Solicitamos aos moradores que buscassem a casa de algum parente ou conhecido por questão de segurança. Para prevenir, isolamos determinada área para que as pessoas não corram nenhum risco”, conclui o comandante da GCM Fabio Luciano Leme.

Equipes da Guarda Civil estará orientando os motoristas e pedestres sobre trechos interditados (Foto: Reprodução/TV TEM)
Obras
A obra de reconstrução da ponte do bairro Marapé começou no início junho de 2016 e o prazo para entrega era 30 de outubro de 2016, porém, nesta etapa de reconstrução, as obras chegaram apenas a 20% e as obras ficaram paradas por meses, explicou o secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Marco Rezende.

Por conta disto, a prefeitura da cidade rompeu o contrato com a construtora responsável pela reconstrução por abandono da obra. “A empresa simplesmente abandonou a obra há 90 dias. Nós fizemos a notificação para que eles retomassem os serviços, esperamos o prazo legal, e como ela não se manifestou, rompemos unilateralmente o contrato”, explicou o secretário na época.

Em março deste ano, a segunda empresa que participou do edital de licitação foi acionada e fez laudo de vistoria para verificar se daria sequência na obra da ponte. Ela aceitou retomar as obras e o novo prazo para término foi estipulado para até 7 de julho deste ano.

Ponte desabou em março de 2016 após forte chuvas (Foto: Reprodução/TV TEM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário