Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE


segunda-feira, 12 de junho de 2017

Conservatório de Tatuí recebe apresentação da Banda Sinfônica do Exército

Concerto com solo de Hudson Nogueira será no dia 17 de junho e terá entrada franca



O Conservatório de Tatuí recebe apresentação da Banda Sinfônica do Exército no dia 17 de junho, sábado. O conjunto oficial das Forças Armadas terá regência do tenente José Roberto Fabiano e solo de saxofone com Hudson Nogueira, de Tatuí. O concerto acontecerá no Teatro Procópio Ferreira, às 20h, com entrada franca.

A Banda Sinfônica do Exército tem estreita colaboração com o Conservatório de Tatuí, como explica o diretor-executivo da escola, Henrique Autran Dourado. Ele cita os ótimos alunos que prestaram concurso e foram aprovados para o grupo, a colaboração frequente com o Conservatório, sua Banda Sinfônica e cursos de Regência para bandas. “Nesse momento em que celebramos o histórico desembarque nas costas da Normandia, há 70 anos, e pensando nos soldados que perdemos em Monte Castelo, fica nossa homenagem aos gloriosos combatentes brasileiros”, afirma o diretor.

O assessor artístico do Conservatório de Tatuí, Erik Heimann Pais, lembra que a escola sempre realizou ações voltadas às bandas, o que incluiu conjuntos de corporações como o Exército Brasileiro, a Força Aérea Brasileira e a Polícia Militar do Estado de São Paulo. “Mas em 2003 essa relação se fortaleceu bastante com a realização do 1º Encontro Nacional de Regentes de Bandas Militares”, explica o assessor.

De lá para cá, ações como o Coreto Paulista consolidaram a parceria. Tanto é que a Banda Sinfônica do Exército já possui um histórico de concertos realizados no Conservatório de Tatuí. “De igual importância, vários ex-alunos nossos tocam neste conjunto e estarão voltando a casa no dia 17 de junho”, acrescenta Pais.

A banda convidada iniciará a apresentação com a obra “Abertura Candide”, do norte-americano Leonard Bernstein. Na sequência, “Braseijo”, do brasileiro Edmundo Villani-Cortês. O professor do Conservatório de Tatuí Hudson Nogueira irá ao palco para fazer solo de saxofone na obra “Os Saxofonistas Brasileiros” (Suíte Brasileira), de sua própria autoria.

O concerto seguirá com “Danzas Cubanas”, de Robert Sheldon. De “Nahoiro Iwai”, a Banda Sinfônica do Exército tocará “Disney Fantasy”, do japonês Naohiro Iwai. Finalizando, a obra “Maxixe Urbano”, do brasileiro Fernando de Oliveira.



Hudson Nogueira
Bacharel em clarinete pela Faculdade Mozarteum, de São Paulo, estudou saxofone com José Carlos Prandini e composição com Edmundo Villani Côrtes. Como clarinetista, integrou durante sete anos a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, e como saxofonista, foi integrante da Banda Savana. Participou do Projeto Arranjadores, apresentando-se com os maestros Moacir Santos, Cipó, Duda do Recife e José Roberto Branco.

Em 2005 fez várias apresentações no Japão como solista convidado, executando suas composições, inclusive no Clarinet Fest, realizado pela primeira vez na Ásia. Já escreveu arranjos para Marvin Stamm, Leila Pinheiro, Bete Carvalho, Nana Caymmi, Ivan Lins, Jane Duboc, Guilherme Arantes, Toquinho, Gilberto Gil, Moraes Moreira, Boca Livre, Milton Nascimento, Sujeito a Guincho, Banda Savana, Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, Orquestra de Sopros Brasileira, Orquestra Paulista e Banda Sinfônica da CSN.

Entre vários artistas, grupos e instituições para quem já compôs destacam-se Fernando Dissenha, Dale Underwood, Fred Mills, Paulo Sérgio Santos, James Gourlay, Eugene Rousseau, Adam Frey, Madeira de Vento, Quinteto Villa-Lobos, Osland Saxophone Quartet, University of Minnesota, University of Geórgia, University of Central Florida e University of ST. Thomas. Participou como arranjador e compositor do projeto “Série Música Brasileira para Banda”, realizado pela Funarte, além de escrever um artigo sobre arranjo para o 1º Guia Prático para Bandas de Música dentro do mesmo projeto.

Seus arranjos e composições estão presentes em mais de 20 CDs gravados no Brasil e no exterior. Suas obras têm sido executadas na Argentina, Paraguai, Costa Rica, Colômbia, Hungria, Ucrânia, Suíça, Noruega, Portugal, Espanha, Itália, França, Alemanha, Rússia, Japão e Estados Unidos.

Atualmente, mais de quarenta obras de seu catálogo, escritas para diversas formações musicais, estão publicadas no exterior pelas editoras Ruh Music, filial da americana Barnhouse na Europa, e pela Brazilian Music Publications, nos Estados Unidos. Está contratado desde 1998 como professor de arranjo do Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos, em Tatuí.


Maestro José Roberto Fabiano
Natural de Perdões (MG), iniciou os estudos musicais em São Caetano do Sul, na Banda de Musica dos Patrulheiros Mirins desta cidade paulista. Sob orientação do professor Abramo Garinni, realizou curso de clarinete no Conservatório de São Caetano, estudou na Fundação das Artes da mesma cidade e na Escola Municipal de Musica de São Paulo.

Participou de diversos encontros e workshops tais como o 1º Encontro Nacional de Clarinetistas, em São Paulo, e Pró-Bandas na cidade de Barueri. Em 1985 ingressou nas fileiras do Exército Brasileiro, sendo agraciado com a Medalha Militar de Ouro, Medalha Corpo de Tropa – Ouro e Medalha Sargento “Max Wolff Filho”.

Recebeu da Academia Brasileira de Arte, Cultura e História a Medalha do Mérito Artístico e Cultural. É bacharel em regência pelo Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, na classe do professor Ricardo Rosseto. Foi integrante da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, da Orquestra Carlos Gomes e Banda Sinfônica de Diadema.

Na USP realizou curso de estruturação e análise musical, com o compositor Alberto Cunha, e curso de regência sob a orientação do maestro Benito Juarez. É maestro da Big Band Black White. Foi maestro da Orquestra Jazz Sinfônica de Barueri, assistente do maestro Benito Juarez na Banda Sinfônica do Exército e mestre de música na Banda do 15° Batalhão de Infantaria Leve, em João Pessoa (PB).

Apoio Cultural – No ano de 2017, o Conservatório de Tatuí recebe apoio cultural da Coop e CCR SPVias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário