Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Roubos e furtos aumentam em Tatuí, diz Secretaria de Segurança Pública


Polícia Militar afirma que policiamento foi intensificado na área central
(Foto: Reprodução/TVTEM)


Foram registrados 612 furtos e 151 roubos de janeiro a setembro deste ano.
Polícia Militar diz que aumentou efetivo na área central.

Do G1 Itapetininga e região

Os registros de roubos e furtos aumentaram em Tatuí de janeiro a setembro deste ano, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado. De acordo com a Secretaria, de janeiro a agosto do ano passado foram registrados 556 furtos e 118 roubos. Já este ano foram 612 casos de furtos e 151 roubos. A Polícia Militar afirma que aumentou o efetivo principalmente na área central, mas ressalta que a distração de muitos moradores é um dos fatores para a criminalidade.

A recepcionista Sabrina Melaine Lazzari foi uma das vítimas de furto este ano. Ela conta que entrou em uma loja e nem viu quando furtaram seu celular. “Eu estava conversando com meu marido e coloquei o celular na bolsa. Entrei em uma loja, fiquei alguns minutos lá. Quando sai e fui pegar o celular na bolsa ele não estava. Nem percebi que tinham levado. Sumiu simplesmente”, conta.

A moradora da zona rural Eva de Almeida Sentei também conta que quase foi vítima de roubo. “Eu estava comendo um lanche e chegou um mocinho pedindo um cigarro. Eu falei que nunca fumei. Ai ele pediu dinheiro e quando eu levantei ele falou para passar a bolsa que era um assalto. Consegui sair dele e ele não pegou a bolsa”, diz.

Policiamento
A Polícia Militar afirma que, para evitar novos registros, procura intensificar o policiamento nos bairros onde há o maior número de casos e ressalta que também desenvolve um trabalho de parceira com a Guarda Municipal.

“Trocamos informações com a Guarda Civil Municipal. Fazemos isso diariamente para diminuirmos o índice na cidade. É importante que a vítima registre boletim de ocorrência. Se não for registrado o crime, a polícia não tem como saber. É necessário que se registre para fazermos análise criminal, como foi o modo desse criminoso para irmos atrás e saber onde está acontecendo e colocarmos o policiamento neste local”, ressalta o capitão da Polícia Militar Kleber Vieira Pinto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário