Boletim de informações COVID-19 n° 122 Tatuí, 29 de maio de 2020 - 11h

25 SUSPEITOS
0 ÓBITOS SUSPEITOS
144 CONFIRMADOS
106 RECUPERADOS
10 ÓBITOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

'Pratas da casa' vivem o sonho de dividir a quadra com nomes importantes do basquete nacional

Basquete Masculino - XI de Agosto/AABT/Tatuí

Frederico Batalha

13/11/2019 | Desde que idealizou a formação da equipe de alto rendimento, um dos objetivos do XI de Agosto/AABT/Tatuí sempre foi alavancar ainda mais o trabalho de base que vem sendo realizado há alguns anos em Tatuí, não só servindo de incentivo para os jovens que estão dando os primeiros passos no basquete, como também para completar a formação dos atletas que ascenderam de categoria e agora podem sonhar em defender a equipe adulta em competições oficiais e importantes.

Emanuel Cardoso criou uma grande empatia com o técnico Júlio Malfi

Bons exemplos são os jovens Emanuel Lopes Cardoso, de 17 anos (14 de abril de 2002), e Victor de Jesus Gomes Falette - Sheldon, de 17 anos (15 de junho de 2002), que foram formados no trabalho de base na cidade e integraram o elenco que disputou e venceu o Campeonato de Acesso – 2019.

“Foi uma experiência sensacional poder conviver com atletas que já são extremamente conhecidos e que tem muito currículo é algo impagável; cada bronca, cada conselho, cada movimento e cada dica foram absorvidas ao máximo e, mesmo em pouco tempo de convivência, já consegui elevar muito meu jogo apenas com o convívio com esses caras, que além de excelentes jogadores, são pessoas fenomenais e que criei grande afeto. Em relação a participar deste momento: é algo incrível, pois poder ver minha cidade, que eu jogo há seis anos, hoje na elite é algo emocionante, confesso que ainda não caiu a ficha de que estaremos entre os melhores do estado”, contou o ala/pivô Emanuel, que é nascido em Tatuí.

“Estou muito contente com essa conquista importante, pois foi uma experiência nova jogar no time adulto. Foi o primeiro ano que atuei com jogadores renomados, como o Taddei, Drudi e o Elivelton. E fiquei muito feliz com a conquista do acesso, que era o nosso objetivo”, acrescentou o armador/ala Sheldon, que é nascido na cidade de São Paulo e se mudou para Tatuí aos 11 anos de idade.

Os dois gostaram bastante de trabalhar sob o comando do técnico Júlio Malfi e de dividir a quadra com nomes importantes do basquete paulista e nacional.

“Foi muito bom, pois desde criança já acompanhava e ouvia falar dele e das suas conquistas; hoje, estar convivendo e aprendendo com o Júlio são mais uma das situações impagáveis, pois além de um excelente técnico, ele é uma pessoa fantástica, que me ajudou demais nesse pouco tempo. Sou muito grato a essa oportunidade que ele me deu”, comentou Emanuel.

Victor Falette (Sheldon) e Emanuel Cardoso conquistaram bons resultados na base

“Todos estão me ajudando muito a evoluir como jogador, por isso, afirmo que foi muito bom esse contato próximo que tive com eles. Aprender com esses nomes importantes do nosso basquete está sendo uma grande honra”, complementou Victor.

Para o futuro, os dois comungam do mesmo objetivo, ou seja, querem manter o quadro evolutivo para ganhar cada vez mais espaço na equipe adulta, pois estão cientes que o nível de competitividade vai crescer.

“Pretendo jogar pelo XI de Agosto/AABT/Tatuí no próximo ano, quando iremos disputar campeonatos importantes. Para isso, quero seguir treinando e evoluindo, absorvendo sempre o máximo que puder do técnico Júlio Malfi e dos jogadores mais experientes que integram o nosso grupo”, explicou Sheldon.

“Meus planos são integrar esse elenco que vai disputar as próximas competições, de modo que eu continue desenvolvendo meu jogo para que possa também ajudar nas categorias de base, que virá com projetos empolgantes para o ano que vem”, relatou Emanuel Cardoso.

O técnico Filipe Ariel, que participou ativamente da formação dos dois jogadores, está feliz com esse novo momento que eles estão vivendo. “Cada um com suas particularidades, mas que abraçaram a base com muito empenho e dedicação, deixando qualquer dificuldade de lado para buscar um sonho e fazer o que mais amam. O Emanuel é um lateral muito inteligente e funcional, enquanto o Sheldon é um ala/armador muito habilidoso e com bons recursos para finalizações. Nos alegra muito começar com eles aos treze anos e hoje, com 17 anos, vê-los integrando o elenco do adulto”, comentou.

Os parceiros do XI de Agosto/AABT/Tatuí são estes: Prefeitura Municipal de Tatuí, Associação Atlética XI de Agosto, Associação de Amigos do Basquete de Tatuí (AABT), Sport Zone, Concreto e Metálico, Lucemi, Pleno – Grupo Moreno, Vioto, EcoLife e Refrigerantes Vieira Rossi.

Fotos: AI-PMT/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário