Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sábado, 11 de agosto de 2018

Balleteatro Fred Astaire apresenta workshop e ensaio aberto no dia 18

Workshop terá participação de Lívia Seixas, co-fundadora da Cia. Nova Dança 4, grupo de dança que desenvolveu a linguagem da improvisação cênica em São Paulo.


A Poiesis Organização Social de Cultura, o Balleteatro Fred Astaire e a Cia Rit's realizarão atividades de dança como parte da programação do mês de aniversário de Tatuí.

No dia 18/08, sábado, das 10h às 13h, acontecerá o workshop "Coluna em Movimento", com Lívia Seixas, e no mesmo dia, das 15h às 17h, o "Ensaio Aberto", seguido de bate papo sobre o novo trabalho da Cia, ambos na sede do Balleteatro Fred Astaire. 

A oficina é voltada para artistas e estudantes de dança, teatro e artes do corpo, com foco no compartilhamento do processo de criação, com procedimentos práticos desenvolvidos pela Cia Rit's, que atualmente investiga o tema da segregação social e de refugiados políticos, orientados por Lívia Seixas.

Lívia Seixas - Diretora, coreógrafa e orientadora corporal, Lívia é co-fundadora da Cia. Nova Dança 4, grupo de dança que desenvolveu a linguagem da improvisação cênica em São Paulo, sob a direção de Cristiana Paoli-Quito.

Recentemente também integrou o grupo de dança Núcleo Artérias, sob a direção de Adriana Grechi.

Atualmente participa como artista orientadora do Programa Qualificação em Artes, pela Secretaria de Cultura do Estado, e atua como orientadora de dois grupos de dança contemplados pelo 23 Fomento à Dança, em São Paulo.

Durante 14 anos em suas criações autorais, desenvolve parceria com o músico Cláudio Faria, sendo a última "Dueto para Carne e Trompete", que apresentou no Festival Contemporâneo de Dança, em São Paulo. Criou e dirigiu, de 2005 a 2010, a Beneditas Cia. de Dança. Recebeu os prêmios Rumos Dança - 2004 e Bolsa VITAE - 2000.

Programa Qualificação em Artes - O Programa Qualificação em Artes tem como ação principal a orientação artística a grupos, companhias ou coletivos de teatro e de dança no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, exceto capital. A orientação artística visa à valorização desses grupos, fomentando a formação de público e a vida cultural das comunidades, fortalecendo assim a produção cultural local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário