Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sábado, 17 de março de 2018

Rubens Oficial / PANC do dia: Crepe japonês




Iniciamos aqui uma série de registros de "matos" que invadem nossas calçadas e terrenos em Tatuí, mas que se tratam de plantas alimentícias não convencionais - panc - ou ervas medicinais usadas em práticas integrativas e complementares - pics.

O crepe japonês tem seu nome popular derivado de seu nome científico: Crepis japonica. Isto porque foi descrito pela primeira vez no Japão. É também chamada de crepe do Japão e, em inglês, de barba de falcão (não sei o porquê). Crepe talvez em comparação com o tecido macio e amassado.

Planta alimentícia não convencional de flor amarela forte, com incontáveis pétalas, de apenas um centímetro, e parecida com a flor do dente de leão. Suas folhas são um pouco alongadas, macias, enrugadas e levemente encaracoladas. Planta em forma de roseta de até 30 cm de altura. Caule liso e leitoso. Raiz profunda. É encontrada frequentemente junto a muros, paredes e blocos de cimento, locais úmidos e isolados. Come-se crua ou cozida. Eu comi crua, na salada. Tem sabor que fica entre a alface e o almeirão. Na foto, o meu almoço de hoje: arroz integral, feijão carioca, carne, cenoura crua ralada e salada de crepe japonês com tomatinhos sweet grape.

Existem alegações de efeitos antivirais e anticarcinogênicas, o que seria extraordinário, mas que não pude confirmar até o momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário