Boletim de informações COVID-19 n° 275 Tatuí, 28 de outubro de 2020, quarta-feira - 11h00h

3151 CASOS CONFIRMADOS
3035 PACIENTES RECUPERADOS
77 ÓBITOS CONFIRMADOS
39 INFECTADOS EM TRATAMENTO
9,71 INFECTADOS / DIA

Fonte: Prefeitura de Tatuí

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Especialista dá dicas de como economizar energia em Tatuí

Do G1 Itapetininga e Região

Em março as contas de energia devem ficar mais baratas por causa de um acordo entre o Governo Federal e as concessionárias de energia elétrica. Porém, a redução, que deve ficar entre 18% a 32%, não precisa ser o único meio de gastar menos na hora de pagar a conta. Com medidas simples no cotidiano, a economia pode ser maior ainda.

Em Tatuí o consultor institucional da concessionária Elektro, Eduardo Zornoff, dá dicas para pessoas como a comerciante Soraya Manna, que gasta em média R$ 200 por mês na conta de luz.

A comerciante diz que é difícil reduzir o consumo de energia quando a família é grande, como no caso dela, onde vivem cinco pessoas na casa. Para tentar diminuir os gastos ela procura se organizar no dia a dia, mas nem sempre consegue. “Temos que ter consciência e baixar essa conta de luz que realmente é muito cara. Vamos rever todo o dia a dia aqui de casa”, diz.

Zornoff aponta um dos principais vilões do bolso: o chuveiro. O consultor orienta que durante esta época de temperaturas quentes é possível mudar a chave do aparelho do inverno para o verão ou até mesmo para o desligado. “Fazendo isso já é possível ter uma economia em torno de 30% no valor”, salienta. Mas o consultor ainda lembra: “esse procedimento deve ser feito somente com o chuveiro desligado, porque com o chuveiro ligado temos sérios riscos de acidentes, inclusive acidentes fatais”.


O especialista orienta também sobre a geladeira. Segundo ele, é possível economizar evitando abrir a porta toda hora, além de não armazenar alimentos quentes. É importante, ainda, observar se a porta da geladeira está selada corretamente.

Para fazer essa observação o consultor indica um teste com um papel sulfite. O teste funciona para concluir se a borracha está em boas condições. Ele explica como ele é feito: “É preciso pegar uma folha de papel sulfite, colocar na porta da geladeira em contato com a borracha e tentar puxar. Se essa folha ficar presa é sinal que a borracha da geladeira está vedada, já se a porta abrir com facilidade, é sinal que está havendo uma fuga de energia e consequentemente um maior consumo”.

Outra medida eficaz apontada por Zornoff é trocar as lâmpadas comuns pelas fluorescentes, pois elas são quatro vezes mais econômicas e duram seis vezes mais.

Por fim, ele recomenda tentar usar o ferro de passar roupa uma vez por semana. A dica é passar toda a roupa acumulada, pois assim o calor e a energia não são perdidas. “Na hora que aquecer o ferro, deve-se sempre iniciar com as roupas mais pesadas, por exemplo passando as peças de jeans, depois com as roupas mais leves, ela pode tirar o ferro da tomada”, conta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE