Boletim de informações COVID-19 n° 35 Tatuí, 01 de abril de 2020 - 16h

73
NOTIFICAÇÕES
60
SUSPEITOS
7
DESCARTADOS
6
CONFIRMADOS

Fonte: Prefeitura de Tatuí

sexta-feira, 19 de março de 2010

Mais de 400 empregos formais foram gerados em Tatuí no mês de fevereiro




Tatuí gerou em fevereiro 416 novos empregos formais, isto é, com carteira assinada. Foram 1.459 admissões e 1.043 demissões, com índice de 1,73%. Os setores que mais geraram empregos formais foram o da indústria de transformação, com 120 novos postos, e o de serviços, com 333. Outros setores com saldo positivo (mais admissões que demissões) foram: extrativismo mineral (02), serviços industriais (02), comércio (21) e administração pública (11). Com saldo negativo (com mais demissões que admissões), foram os setores de agropecuária (-50) e construção civil (-23). No acumulado do ano, somados os números de janeiro e fevereiro, já são 599 novos empregos com carteira assinada e índice de 2,51%. Na região, os números de fevereiro não foram positivos para o município de Itapetininga. Foram 1.163 admissões e 1.217 demissões, com saldo negativo de -254 e índice negativo de -0,91%. Os setores com maiores saldos negativos em Itapetininga foram: agropecuária (-217), indústria da transformação (-74) e comércio (-60). No acumulado do primeiro bimestre, o vizinho município registrou 2.720 admissões e 3.045 demissões, com saldo negativo de -325 e índice negativo de -1,16%. Por outro lado, Cerquilho e Boituva tiveram números positivos em fevereiro. Cerquilho gerou 319 empregos formais, com saldo de 2,95%. No acumulado do bimestre, são 455 novos postos de trabalho e índice de 4,25%. Boituva gerou 186 novos empregos com carteira assinada, com saldo de 1,12%. No acumulado do bimestre, são 455 novos postos de trabalho e índice de 4,25%. No acumulado do bimestre, são 285 novos postos de trabalho e índice de 1,73%.   Os dados são do Ministério do Trabalho e Emprego, através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Nenhum comentário:

Postar um comentário