Nosso Jornal Online

Tatuí, 


terça-feira, 3 de julho de 2018

PT se mobiliza contra requerimento do vereador Ronaldo Mota

Vereador Sallum
O Partido dos Trabalhadores está se mobilizando contra o requerimento do vereador Ronaldo Mota, do PPS, que quer a constituição de uma comissão processante para cassação do colega Eduardo Sallum, do PT.

Na noite de domingo, dia primeiro, Sallum se reuniu com representantes de movimentos sociais para comunicar o assunto e estabelecer estratégia de defesa. Desde então, tem recebido muitos apoios de políticos como os deputados federais Nilto Tatto e Valmir Prascidelli, da deputada estadual Márcia Lia, dos candidatos ao senado Eduardo Suplicy e Jilmar Tatto, e de Mara Mello, ex-prefeita de Araçoiaba da Serra, que gravaram mensagens de apoio ou se colocaram à disposição para combater a iniciativa do vereador Ronaldo.

O requerimento foi protocolizado no dia 25 de junho e deve ser votado na noite desta terça-feira, 3. Ronaldo alega que o vereador Sallum teria se comportado de maneira desrespeitosa com os colegas da casa, mas no PT há quem acredite que o pedido tem caráter político com objetivos obscuros. 

Está em trâmite na Câmara de Tatuí o projeto de lei 134/2017, do vereador Bispo Nilto, e que tem em Eduardo Sallum seu principal opositor. O projeto proíbe qualquer tipo de manifestação sobre ideologia de gênero nas escolas da cidade, o que, para Sallum, é inconstitucional. O vereador Ronaldo é ligado a Nilto, a quem concedeu título de cidadania tatuiana. Então, há suspeita de que o real motivo da cassação seria afastar o vereador dos debates.

Nenhum comentário:

Postar um comentário