Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

'Quis testar se Deus é Deus', diz pastor sobre homem que o atacou com faca em culto transmitido ao vivo

Pastor é o secretário municipal do trabalho e desenvolvimento social. Caso aconteceu no templo da igreja O Brasil para Cristo.

Por Paola Patriarca, G1 Itapetininga e Região

Jovem tenta esfaquear pastor durante culto em Tatuí

O pastor Gétero Augusto de Campos, que também é o secretário municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social, e que quase foi esfaqueado por um homem durante um culto transmitido ao vivo pelo Facebook, contou ao G1 que ficou com medo de morrer quando viu o rapaz com a faca indo em sua direção. Segundo ele, o jovem alegou que ficou irritado ao ouvir uma música na igreja e que, por isso, resolveu atacá-lo para "testar se Deus era Deus".

“Depois que os membros da igreja conseguiram detê-lo e a polícia o levou para a delegacia, ele disse que ouviu o louvor que canta que ‘se Deus fizer é Deus e se não fizer, continua sendo Deus’ e ficou irritado porque a mãe dele continua cega. Então, ele alegou que resolveu me esfaquear para ver se Deus era Deus mesmo e quis testar. A ação dele assustou todo mundo. Foi só gritaria. Pânico total”, afirmou Gétero.

O caso aconteceu no domingo (5) na igreja O Brasil para Cristo, em Tatuí. A transmissão ao vivo do culto na página da igreja no Facebook mostrou o momento em que o pastor quase foi esfaqueado.

Homem tenta esfaquear pastor durante culto transmitido ao vivo no Facebook

Nas imagens (veja acima) é possível ver o momento em que o jovem sobe a escada lateral do púlpito e puxa uma faca da cintura. Com os gritos dos fiéis, o pastor se vira a tempo de ver o homem investindo contra ele com a faca em mãos.

Ele se esquiva e começa a andar para trás, enquanto repete várias vezes: "O sangue de Jesus tem poder". Vários homens sobem no palco e um deles agarra o agressor pela cintura e o derruba no chão.

Gétero afirma que pensou que o jovem estava indo em sua direção armado de revólver.

“Na hora que ouvi a gritaria e virei, vi ele puxando algo da cintura. Eu pensei que fosse um revólver e fiquei com medo de morrer, sim. Foi então que os diáconos correram e eu comecei a clamar pelo sangue de Jesus. Aí o homem foi amolecendo e o braço dele foi caindo, até que conseguiram detê-lo”, relata.

O pastor ainda conta que conhece o jovem há anos, pois ele mora ao lado da igreja. “Conheço ele desde pequeno. Ele mora vizinho da igreja. Em 17 anos que sou pastor, essa foi a primeira vez que aconteceu isso comigo. Meu pai era pastor e já vi gente entrando na igreja e xingando, mas de invadir púlpito e com faca, não. Foi um susto muito grande para todos”, diz.

Ainda segundo Gétero, após o ocorrido, o culto continuou normalmente. “Claro que assustou muita gente. A igreja ficou em pânico. Minha mulher ficou assustada e meu filho correu pra tentar conter o homem. Mas depois do que aconteceu, preguei a palavra que, por coincidência, era sobre como a igreja deve ficar preparada para qualquer situação, já que vivemos em um mundo em que tudo pode aconteceu”, diz.

Transmissão ao vivo  A transmissão ao vivo do culto no Facebook mostrou o momento em que um pastor quase foi esfaqueado pelo homem. Alguns internautas deixaram comentários sobre o incidente no vídeo. "Deus é fiel e livra os teus servos do mal. Deus no controle", escreveu um. "Esse culto ficou marcado, mas a glória de Deus prevaleceu", disse outro.

De acordo com a Polícia Militar, uma equipe foi acionada e o rapaz foi levado para a delegacia. Ele alegou que estava no culto e que não gostou do louvor. Ressaltou, porém, que não tem nada contra o pastor e que frequenta a igreja há 10 anos.

Um termo circunstanciado de lesão corporal tentada foi assinado, e o jovem foi liberado em seguida. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário