Nosso Jornal Online

Tatuí, 

PUBLICIDADE

ANUNCIE AQUI

Peça já seu orçamento
e-mail para publicidade@diariodetatui.com

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Livro lançado em Tatuí conta a relação da imprensa com a Ditadura Militar

Autor dá entrevista antes do lançamento da obra no Museu Paulo Setúbal
Na noite de ontem, quarta-feira (29/11), o Museu Histórico Paulo Setúbal recebeu o jornalista Bruno Moraes Pereira, para o lançamento do livro "Jornalismo em Tempos de Ditadura: a relação da imprensa com os ditadores". A noite de autógrafos e o coquetel fizeram parte do projeto “Tatuí Consciente”, que apresenta o tema “Direito, Violação e Solidariedade”.

O livro, publicado pela Paco Editorial, analisa o posicionamento da imprensa brasileira diante dos fatos mais emblemáticos da ditadura civil-militar. A obra tem como ponto de partida uma série de questionamentos. Entre eles, se “os órgãos de imprensa foram vítimas dos ditadores ou havia uma relação de simbiose e promiscuidade entre os donos de jornais e os governos presididos pelos generais”.

Ao longo dos capítulos, o jornalista traz respostas “com base em pesquisa em arquivos digitais da Biblioteca Nacional e jornais da época”. O livro também tem embasamento em materiais bibliográficos de diversos autores e entrevistas, resultando em narrativa do posicionamento da imprensa brasileira nos principais fatos da vida brasileira entre os anos de 1964 e 1985.

O prefácio do livro é assinado pelo professor Silas Nogueira, orientador do autor na graduação. O docente leciona no Centro Universitário Barão de Mauá e no Celacc (Centro de Estudos Latino Americanos sobre Cultura e Comunicação), da USP (Universidade de São Paulo). A obra também conta com desenhos do ilustrador e roteirista Sebastião Ribeiro.

Entre os acontecimentos analisados pelo autor, estão: a crise institucional que culminou na deposição do presidente João Goulart, o endurecimento com o regime de exceção com o AI-5, a resistência armada contra os desmandos da ditadura, a morte do jornalista Vladmir Herzog, e a reabertura política.

Estiveram presentes na cerimônia a prefeita Maria José Vieira de Camargo, os vereadores Eduardo Sallum, Daniel Rezende e Alexandre Grandino Teles, a presidente do Fusstat, Sônia Maria Ribeiro da Silva, entre outros.

Além de Tatuí, outras cidades paulistas receberão o evento de lançamento do livro, como São Paulo, Jaboticabal e Ribeirão Preto.

No mês de maio, o autor teve participação em outro lançamento literário. Convidado pelo presidente da Chiado Editora, Gonçalo Martins, Bruno Moraes Pereira escreveu a poesia "Tempo Cinza". A obra foi publicada na segunda edição da "Antologia de Poesia Brasileira Contemporânea: Além da Terra, Além do Céu". O lançamento da coletânea aconteceu na capital paulista, na Bienal do Livro do Rio de Janeiro e na Feira do Livro de Lisboa, em Portugal.

Bruno Moraes Pereira - Nascido em Jaboticabal, interior de São Paulo, Bruno Moraes Pereira é jornalista formado pelo Centro Universitário Barão de Mauá e pesquisa sobre a relação da imprensa escrita com a ditadura militar.

Tem experiência no jornalismo impresso, online e rádio, como os veículos O Progresso de Tatuí, A Voz de Cravinhos (Cravinhos/SP), Portal Revide (Ribeirão Preto/SP), jornal Debate (Jaboticabal/SP) e rádio Vida Nova AM (Jaboticabal/SP).

Foi o vencedor da categoria “Blog” no 16º Congresso Intercom Sudeste, em 2012, realizado na cidade de Ouro Preto/MG, com o trabalho “Vigilantes da Notícia: um Olhar Crítico sobre a Imprensa Brasileira”.

FOTO: O livro, publicado pela Paco Editorial, analisa o posicionamento da imprensa brasileira diante dos fatos mais emblemáticos da ditadura civil-militar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário