Nosso Jornal Online

Tatuí, 


sábado, 24 de janeiro de 2015

Justiça determina reintegração de posse em ocupação em Quadra

Do G1- A reintegração de posse da área ocupada por manifestantes sem terra em Quadra será cumprida nos próximos dias. A Justiça julgou procedente a ação da prefeitura. Os integrantes da Frente Nacional de Lutas (FNL) estão acampados desde o ano passado. São 1,2 mil famílias.

A liminar foi expedida pelo juiz da 1ª Vara Cível de Tatuí, Miguel Alexandre Correa França. A ação foi movida pela Prefeitura de Quadra, que alega que os sem terra estão numa área de uso comum, específica para a passagem de veículos. Os barracos estão às margens da estrada que liga  Itapetininga à Quadra.

Os integrantes do FNL reivindicam a área da fazenda Paiol para reforma agrária. A propriedade produz cana-de-açúcar. As invasões começaram em agosto de 2014. Desde então, o grupo comanda uma série de ocupações. Em alguns locais eles chegaram a plantar.

A área tem um histórico de disputa. O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), faz um levantamento da cadeia dominial, para saber a origem da terra. A integrante da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Ellen Caroline de Sá Camargo desaprova a invasão feita pelo grupo.

“Quem deve decidir se houve grilagem ou não, de quem é a terra ou não, é o Poder Judiciário. Infelizmente, no Brasil temos essa cultura de que ‘preciso resolver de alguma enforma, então às vezes resolvo da forma errada, no grito’. A invasão não é a solução para quem não tem nada tenha alguma coisa", conclui.
(Foto: Reprodução/ TV TEM)

2 comentários:

Rubens Oficial disse...

Era o que faltava. Os sem terra diziam que não estavam invadindo as propriedades particulares, mas que estavam à beira da estrada. A Prefeitura de Quadra demorou para ingressar com a ação.

val disse...

Num é. Só sem terra la não vi gente conhecida q tem teto e emprego em tatui!

Postar um comentário